Deputada Fernanda Pessoa conclama à luta pelo fim da violência contra mulheres

A deputada Fernanda Pessoa (PR) destacou hoje (10), Dia Nacional Contra a Violência à Mulher, a necessidade de mudar a vida das mulheres para enfrentar o problema. "Chega de violência e feminicídios. Só através da luta seremos capazes de mudar a vida das mulheres que vivem submetidas à violência doméstica", conclamou a parlamentar

A deputada Fernanda Pessoa (PR) destacou hoje (10), Dia Nacional Contra a Violência à Mulher, a necessidade de mudar a vida das mulheres para enfrentar o problema. "Chega de violência e feminicídios. Só através da luta seremos capazes de mudar a vida das mulheres que vivem submetidas à violência doméstica", conclamou a parlamentar
A deputada Fernanda Pessoa (PR) destacou hoje (10), Dia Nacional Contra a Violência à Mulher, a necessidade de mudar a vida das mulheres para enfrentar o problema. "Chega de violência e feminicídios. Só através da luta seremos capazes de mudar a vida das mulheres que vivem submetidas à violência doméstica", conclamou a parlamentar (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - A deputada Fernanda Pessoa (PR) destacou em seu pronunciamento hoje (10), na Assembleia Legislativa, a continuidade da violência contra as mulheres, em alusão ao Dia Nacional Contra a Violência à Mulher . "Chega de violência e feminicídios. Só através da luta seremos capazes de mudar a vida das mulheres que vivem submetidas à violência doméstica", conclamou a parlamentar.

Para a deputada, é preciso educar as crianças sobre o respeito às mulheres, além do desenvolvimento de ações que promovam o diálogo dentro das instituições públicas e privadas sobre a mulher e o papel dela na sociedade com o objetivo de estimular, cada vez mais, a participação como protagonistas nos espaços de poder.

Segundo pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 503 mulheres são vítimas de violência a cada hora. No total, ao menos 4,4 milhões de mulheres foram vítimas de agressões físicas em 2016.

No Ceará, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) registrou o aumento das denúncias de violência contra a mulher em 2017, somando 62 denúncias por dia de situações que se enquadram na Lei Maria da Penha. "Infelizmente o crime contra a mulher se tornou crime cultural, e não bastam apenas leis, precisamos mudar a atitude", defendeu.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247