Deputado denuncia líder do MTST por 'incitar crime'

O presidente do DEM na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, entrou com representação na Procuradoria da República no Distrito Federal contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e da Frente do Povo Sem Medo, Gustavo Boulos; "Em entrevistas à imprensa, o senhor Boulos vem incitando o crime. Com os movimentos que se diz liderar, ele ameaça tirar a paz do país, incendiando-o com greves, ocupações e mobilizações, se houver o impeachment da presidente Dilma e for decretada a prisão de Lula", diz Aleluia

O presidente do DEM na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, entrou com representação na Procuradoria da República no Distrito Federal contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e da Frente do Povo Sem Medo, Gustavo Boulos; "Em entrevistas à imprensa, o senhor Boulos vem incitando o crime. Com os movimentos que se diz liderar, ele ameaça tirar a paz do país, incendiando-o com greves, ocupações e mobilizações, se houver o impeachment da presidente Dilma e for decretada a prisão de Lula", diz Aleluia
O presidente do DEM na Bahia, deputado José Carlos Aleluia, entrou com representação na Procuradoria da República no Distrito Federal contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e da Frente do Povo Sem Medo, Gustavo Boulos; "Em entrevistas à imprensa, o senhor Boulos vem incitando o crime. Com os movimentos que se diz liderar, ele ameaça tirar a paz do país, incendiando-o com greves, ocupações e mobilizações, se houver o impeachment da presidente Dilma e for decretada a prisão de Lula", diz Aleluia (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O presidente do DEM na Bahia, deputado federal José Carlos Aleluia, entrou com representação na Procuradoria da República no Distrito Federal contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente do Povo Sem Medo, Gustavo Boulos. O democrata pede apuração de "prática de infrações penais".

"Em entrevistas à imprensa, o senhor Boulos vem incitando o crime. Com os movimentos que se diz liderar, ele ameaça tirar a paz do país, incendiando-o com greves, ocupações e mobilizações, se houver o impeachment da presidente Dilma e for decretada a prisão de Lula", diz Aleluia.

Ele diz ainda que "a conduta do coordenador do MTST se constitui em grave atentado à paz pública ao incitar, estimular e instigar publicamente a prática de ato criminoso".

"O senhor Boulos já anuncia atos desta natureza criminosa em várias cidades do país. Ele não pode ficar impune. O delito de incitação ao crime, de acordo com o Código Penal, prevê pena de três a seis meses de detenção ou multa".

Aleluia pede que o Ministério Público Federal instaure inquérito para apuração de conduta criminosa prevista nos artigos 286 e 288-A do Código Penal.

"O Brasil não pode virar o paraíso dos foras da lei, como pretende esse senhor Boulos, que, desrespeitando as leis de nosso país, quer estabelecer sua vontade no grito, de maneira violenta, ilegal e autoritária. Ele precisa entender que vivemos sob o estado democrático de direito. O Brasil não é a Venezuela", assinala o deputado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247