Deputado vai ao MP contra “negligência de Alckmin” em relação à febre amarela

O deputado estadual Carlos Giannazi (Psol) acionou Ministério Público, pedindo providências contra "a evidente negligência da administração Alckmin com a situação preventiva e informativa sobre a doença, para assegurar e garantir tanto a transparência quanto a proteção e imunização dos paulistas e a responsabilização dos gestores públicos envolvidos"

O deputado estadual Carlos Giannazi (Psol) acionou Ministério Público, pedindo providências contra "a evidente negligência da administração Alckmin com a situação preventiva e informativa sobre a doença, para assegurar e garantir tanto a transparência quanto a proteção e imunização dos paulistas e a responsabilização dos gestores públicos envolvidos"
O deputado estadual Carlos Giannazi (Psol) acionou Ministério Público, pedindo providências contra "a evidente negligência da administração Alckmin com a situação preventiva e informativa sobre a doença, para assegurar e garantir tanto a transparência quanto a proteção e imunização dos paulistas e a responsabilização dos gestores públicos envolvidos" (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - O deputado estadual Carlos Giannazi (Psol) acionou Ministério Público, pedindo providências contra "a evidente negligência da administração Alckmin com a situação preventiva e informativa sobre a doença, para assegurar e garantir tanto a transparência quanto a proteção e imunização dos paulistas e a responsabilização dos gestores públicos envolvidos".

"Como é fato público e notório, o Estado de São Paulo está enfrentando um surto de Febre Amarela e foi incluído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como zona de risco para a contaminação da doença. Em consequência, tornou-se necessária a vacinação a todos os moradores do Estado", disse o parlamentar.

De acordo com o deputado, "o que se tem visto até aqui por parte da administração estadual, responsável pela execução das campanhas de vacinação, por informar e esclarecer a população, é a total ausência de um plano estratégico para a imunização dos paulistas e omissão no dever de informá-los com transparência".

"O estado foi omisso, negligente e irresponsável. Não fez a prevenção e agora a população está à mercê de mortes, internações, falta de vacina, filas quilométricas nos postos de saúde e um crescente estado de pânico social", afirma o Deputado.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247