Dilma diz que continuará a proteger população do NE

A segunda etapa da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Pernambuco, quando ela esteve em Serra Talhada, no Sertão do Estado, para inaugurar a primeira etapa da Adutora do Pajeú, foi marcada pela promessa da presidente de que não deixará de proteger a população sertaneja; “A sorte do Nordeste não depende do clima, mas sim dos investimentos para proteger a população”, disse; segundo ela, o Governo Federal já destinou R$ 32 bilhões em obras de abastecimento e segurança hídrica no Nordeste; “Nós estamos transformando a convivência com a seca", assegurou

Serra Talhada - PE, 14/04/2014. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de inauguração da 1ª etapa e ordem de serviço da 2ª etapa da Adutora Pajeú e lançamento do edital do Ramal do Agreste. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Serra Talhada - PE, 14/04/2014. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de inauguração da 1ª etapa e ordem de serviço da 2ª etapa da Adutora Pajeú e lançamento do edital do Ramal do Agreste. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - A segunda etapa da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Pernambuco, quando ela esteve em Serra Talhada, no Sertão do Estado, para inaugurar a primeira etapa da Adutora do Pajeú, foi marcada pela promessa da presidente de que não deixará de proteger a população sertaneja. “A sorte do Nordeste não depende do clima, mas sim dos investimentos para proteger a população”, disse Dilma. Segundo ela, o Governo Federal já destinou R$ 32 bilhões em obras de abastecimento e segurança hídrica no Nordeste. “Nós estamos transformando a convivência com a seca”, afirmou.

Orçada em R$ 547 milhões, a Adutora do Pajeú já recebeu cerca de R$ 200 milhões em investimentos e atenderá, somente nesta primeira etapa, 29 municípios de Pernambuco e da Paraíba, beneficiando cerca de 400 mil habitantes. Em Serra talhada, a presidente assinou, ainda, a ordem de serviço para construção da segunda etapa da adutora, que receberá investimentos da ordem de R$ 163 milhões, destinados a construir o Ramal do Agreste. Segundo ela, a seca é um problema que nunca vai deixar de existir, mas “o que o governo precisa fazer é investimentos para garantir a segurança hídrica da população”, disse.

O governador João Lyra (PSB), que não foi à Brasília prestigiar o lançamento da chapa presidencial do ex-governador de Pernambuco, Eduardo campos (PSB), agradeceu a presidente pela obras que, ao seu término, beneficiarão 66 municípios “por muitos e muitos anos”. “Então, presidente, todo esse povo quer lhe ouvir e eu só quero agradecer e dizer que essa parceria institucional haverá de perdurar enquanto estivermos à frente do Governo de Pernambuco”, disse Lyra que vem tentando manter um canal de diálogo aberto com presidente de maneira a evitar que a candidatura presidencial do PSB acabe por prejudicar as obras e projetos em andamento no Estado.

Pela manhã a presidente esteve no Complexo Industrial e Portuário de Suape, na Região metropolitana do Recife, onde participou da cerimônia de lançamento do petroleiro Dragão do Mar e do batismo do navio Henrique Dias. As duas embarcações foram encomendadas pela Transpetro ao Estaleiro Atlântico Sul.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247