DirecTV pede para ser excluída em processo sobre compra da Time Warner pela AT&T

As duas operações envolvem um grande distribuidor de TV paga que compra uma produtora de filmes e programas de TV.

DirecTV pede para ser excluída em processo sobre compra da Time Warner pela AT&T
DirecTV pede para ser excluída em processo sobre compra da Time Warner pela AT&T
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A DirecTV, maior empresa de TV paga dos Estados Unidos e subsudiária da AT&T, pediu a uma corte federal na terça-feira para ser retirada do processo que o governo abriu para evitar que a AT&T compre a produtora de TV e cinema Time Warner.

“A DirecTV não é a vendedora, a entidade adquirida ou um acionista majoritário do comprador”, disseram advogados da empresa no documento.

Em seu pedido, a DirecTV alegou que o Departamento de Justiça incluiu a empresa como ré para que pudesse usar declarações críticas que seus executivos fizeram sobre a fusão de 2011 da Comcast e da NBCU, como parte do argumento do governo contra o acordo entre AT&T e Time Warner. A AT&T comprou a DirecTV em 2015.

As duas operações envolvem um grande distribuidor de TV paga que compra uma produtora de filmes e programas de TV.

Em sua ação contra a fusão em novembro, o Departamento de Justiça disse que a DirecTV alertou anteriormente que as fusões entre distribuidores de TV e produtores de conteúdo “podem ameaçar de forma muito mais factível a retenção de programação de (distribuidores) rivais” e podem “usar tais ameaças para demandar preços mais altos e termos mais favoráveis”.

A DirecTV tem quase 21 milhões de assinantes, segundo a ação.

O juiz Richard Leon, que vai decidir se a fusão pode ir adiante, está ouvindo evidências sobre se o acordo de 84,5 bilhões de dólares é ilegal dentro da lei antitruste, como o governo alega, e deveria ser barrado.

As testemunhas desta semana devem incluir os presidentes-executivos da AT&T, Randall Stephenson, e da Time Warner, Jeff Bewkes.

Por Diane Bartz

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247