Doria avisa: não haverá mais camelôs nas ruas de São Paulo

De Bueno Aires, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que entre as medidas de sua gestão está a retirada do comércio ambulante nas ruas de São Paulo; para isso, prometeu melhorar parceria com a Polícia Militar, por meio do programa em que a Prefeitura paga policiais em folga para combater o comércio irregular nas ruas da cidade; "Eles vão atuar em espaços públicos organizados, iluminados, seguros e em locais com movimento para atrair potenciais compradores. Não nas ruas", disse o tucano

De Bueno Aires, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que entre as medidas de sua gestão está a retirada do comércio ambulante nas ruas de São Paulo; para isso, prometeu melhorar parceria com a Polícia Militar, por meio do programa em que a Prefeitura paga policiais em folga para combater o comércio irregular nas ruas da cidade; "Eles vão atuar em espaços públicos organizados, iluminados, seguros e em locais com movimento para atrair potenciais compradores. Não nas ruas", disse o tucano
De Bueno Aires, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que entre as medidas de sua gestão está a retirada do comércio ambulante nas ruas de São Paulo; para isso, prometeu melhorar parceria com a Polícia Militar, por meio do programa em que a Prefeitura paga policiais em folga para combater o comércio irregular nas ruas da cidade; "Eles vão atuar em espaços públicos organizados, iluminados, seguros e em locais com movimento para atrair potenciais compradores. Não nas ruas", disse o tucano (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - De Bueno Aires, onde participa de Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade fundada e presidida por ele até maio, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que em sua gestão, não haverá mais camelôs nas ruas da capital paulista.

Segundo Doria, existe atualmente um "total falta de controle" sobre o comércio ambulante na capital. "Eles vão atuar em espaços públicos organizados, iluminados, seguros e em locais com movimento para atrair potenciais compradores. Não nas ruas", disse. 

Para intensificar a ação de retirada dos camelôs das ruas, o prefeito João Doria disse que vai melhorar a parceria com a Polícia Militar, por meio da ampliação da Operação Delegada. Nesse programa, iniciado em 2009 na gestão de Gilberto Kassab (PSD), a Prefeitura paga policiais em folga para combater o comércio irregular nas ruas da cidade. No governo Fernando Haddad (PT), o número de soldados contratados caiu de 3,8 mil para 1.063.

Apesar disso, Doria promete que a retirada dos camelôs das ruas não será com confronto. "São dois milhões de desempregados. Não vamos hostilizar os ambulantes e gerar confronto, mas dar a eles uma oportunidade. A alternativa é criar os shoppings do povo", afirmou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247