"É um desrespeito à figura da presidente Dilma"

Deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo PT, João Paulo, criticou a postura da Prefeitura do Recife acerca da inauguração da Via Mangue, e afirmou que a ausência da presidente Dilma na entrega da obra para a população é um “desrespeito à figura da presidente”; a obra, que seria inaugurada na próxima terça-feira (3) em função da visita da petista a Pernambuco, foi adiada para o próximo dia 8, sob alegação de uma previsão de tempo com chuvas; a Via Mangue também não ganhará um evento de inauguração

Deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo PT, João Paulo, criticou a postura da Prefeitura do Recife acerca da inauguração da Via Mangue, e afirmou que a ausência da presidente Dilma na entrega da obra para a população é um “desrespeito à figura da presidente”; a obra, que seria inaugurada na próxima terça-feira (3) em função da visita da petista a Pernambuco, foi adiada para o próximo dia 8, sob alegação de uma previsão de tempo com chuvas; a Via Mangue também não ganhará um evento de inauguração
Deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo PT, João Paulo, criticou a postura da Prefeitura do Recife acerca da inauguração da Via Mangue, e afirmou que a ausência da presidente Dilma na entrega da obra para a população é um “desrespeito à figura da presidente”; a obra, que seria inaugurada na próxima terça-feira (3) em função da visita da petista a Pernambuco, foi adiada para o próximo dia 8, sob alegação de uma previsão de tempo com chuvas; a Via Mangue também não ganhará um evento de inauguração (Foto: Mariana Almeida)

Pernambuco 247 - O deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo PT, João Paulo, criticou a postura da Prefeitura do Recife acerca da inauguração da Via Mangue, e afirmou que a ausência da presidente Dilma Rousseff (PT) na entrega da obra para a população é um “desrespeito à figura da presidente”. A via, que seria inaugurada na próxima terça-feira (3) em função da visita da petista a Pernambuco, foi adiada para o próximo dia 8, sob alegação de uma previsão de tempo com chuvas. Orçado em R$ 433 milhões, o corredor expresso, que tem 4,5 quilômetros de extensão, também não ganhará um evento de inauguração.

“Essa decisão [da mudança de data e de cancelar o evento de entrega] é muito ruim, pois a presidente da República sinalizou que gostaria de vir e de participar da inauguração. Acho isso um desrespeito à presidente”, declarou João Paulo, nesta quinta-feira (29), em entrevista à Rádio Folha. “Eu acho que deveria haver a inauguração e os ex-prefeitos Roberto Magalhães [DEM] e João da Costa [PT] deveriam ser convidados”, acrescentou.

De acordo com João Paulo, a atitude do prefeito Geraldo Julio (PSB) é “pequena” para a posição ocupada pelo gestor. “Eu acho isso muito pequeno. É desqualificar o debate e deixar de reconhecer a participação do Governo Federal”, afirmou o parlamentar. “O problema não está nem no adiamento, que é uma coisa normal. Eu acho que é a questão de não inaugurar mais. Não há nada de significativo que fizesse não ter a cerimônia”, criticou o petista. Uma das maiores queixas do PT contra o PSB é de que os socialistas têm puxado para si a paternidade das obras realizadas em conjunto com o Governo Federal.

A mudança da data da inauguração da Via Mangue é vista pelos petistas como uma tentativa de “esvaziar” o peso da vinda da presidente a Pernambuco. A petista, que vem ao Estado pela terceira vez em dois meses, busca marcar presença no reduto eleitoral do ex-governador de Pernambuco e presidencial pelo PSB, Eduardo Campos. Durante a visita, Dilma também vai inaugurar o Hospital Regional Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e participar de um evento do Programa Nacional de Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), um dos carros-chefes da campanha de reeleição da petista.

O objetivo da Via Mangue será desafogar o trânsito na Zona Sul do Recife. Do orçamento total (R$ 433 milhões), R$ 331 milhões provêm da Caixa Econômica Federal, R$ 81 milhões da prefeitura e R$ 19 milhões de repasses da União. As obras foram iniciadas durante a gestão do ex-prefeito do Recife, João da Costa (PT), antecessor de Geraldo Júlio.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247