Ecclestone perde reinado na Fórmula 1 após 40 anos

O reinado de 40 anos de Bernie Ecclestone como chefe comercial da Fórmula 1 terminou; os novos proprietários da categoria, a Liberty Media, anunciaram que o substituíram pelo norte-americano Chase Carey; Liberty disse em comunicado que Carey foi nomeado presidente-executivo, além de seu papel atual como presidente da Fórmula 1; Carey, norte-americano de 62 anos, que era vice-presidente da 20th Century Fox de Rupert Murdoch, foi nomeado presidente da Fórmula 1 em setembro, quando a Liberty assumiu os direitos comerciais do esporte da CVC Capital Partners

O reinado de 40 anos de Bernie Ecclestone como chefe comercial da Fórmula 1 terminou; os novos proprietários da categoria, a Liberty Media, anunciaram que o substituíram pelo norte-americano Chase Carey; Liberty disse em comunicado que Carey foi nomeado presidente-executivo, além de seu papel atual como presidente da Fórmula 1; Carey, norte-americano de 62 anos, que era vice-presidente da 20th Century Fox de Rupert Murdoch, foi nomeado presidente da Fórmula 1 em setembro, quando a Liberty assumiu os direitos comerciais do esporte da CVC Capital Partners
O reinado de 40 anos de Bernie Ecclestone como chefe comercial da Fórmula 1 terminou; os novos proprietários da categoria, a Liberty Media, anunciaram que o substituíram pelo norte-americano Chase Carey; Liberty disse em comunicado que Carey foi nomeado presidente-executivo, além de seu papel atual como presidente da Fórmula 1; Carey, norte-americano de 62 anos, que era vice-presidente da 20th Century Fox de Rupert Murdoch, foi nomeado presidente da Fórmula 1 em setembro, quando a Liberty assumiu os direitos comerciais do esporte da CVC Capital Partners (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O reinado de 40 anos de Bernie Ecclestone como chefe comercial da Fórmula 1 terminou nesta segunda-feira, quando os novos proprietários da categoria, a Liberty Media, anunciaram que o substituíram pelo norte-americano Chase Carey.

A Liberty disse em um comunicado que Carey foi nomeado presidente-executivo, além de seu papel atual como presidente da Fórmula 1.

Ecclestone, de 86 anos, foi nomeado "presidente emérito", e a Liberty afirmou que ele permaneceria "disponível como uma fonte de assessoria para o conselho de F1".

"Estou orgulhoso do negócio que construí nos últimos 40 anos e tudo o que consegui com a Fórmula 1", disse Ecclestone no comunicado. "Estou certo de que Chase vai executar seu papel de uma forma que irá beneficiar o esporte."

Carey, norte-americano de 62 anos, que era vice-presidente da 20th Century Fox de Rupert Murdoch, foi nomeado presidente da Fórmula 1 em setembro, quando a Liberty assumiu os direitos comerciais do esporte da CVC Capital Partners.

A aquisição, que já foi aprovada pelos acionistas da Liberty e pelo órgão regulador do esporte, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), foi avaliada em 8 bilhões dólares, incluindo a dívida.

O acordo foi amplamente bem recebido em um esporte com marcas de carros famosas como Ferrari, McLaren e a campeã mundial Mercedes.

Carey ficou desde setembro se familiarizando com o esporte, e deixou claro que mudanças fundamentais precisam ser feitas no modelo de negócios.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email