Economia gaúcha fica estagnada em 2014

É o que apontam os dados pela Fundação de Economia e Estatística (FEE); no Estado, o melhor desempenho foi o da agropecuária, que com alta de 0,6%, influenciada pela supersafra de soja que chegou a 14,8 milhões de toneladas, um volume 13,7% superior ao resultado do ano anterior; já a indústria de transformação, que representa quase dois terços da produção estadual, caiu 4,2%

soja
soja (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 – Mesmo com a supersafra de grãos, a economia do Rio Grande do Sul ficou estagnada em 2014. É o que apontam os dados divulgados nesta terça-feira (7) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE). O desempenho do Estado foi um pouco pior que o do País, que cresceu 0,1% no mesmo período, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Estado, a agropecuária teve um bom desempenho entre os setores, ao crescer 0,6%, influenciada pela supersafra de soja que chegou a 14,8 milhões de toneladas, um volume 13,7% superior ao resultado do ano anterior. O setor de serviços também apresentou crescimento, de 1,2%.

O segmento industrial teve desempenho ruim. A indústria de transformação, que representa quase dois terços da produção estadual, caiu 4,2%. A construção civil, que vinha se mantendo aquecida nos últimos anos, teve retração de 4,2%, reflexo da conclusão das obras para a Copa do Mundo. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247