Economia mineira está patinando, diz Pimentel

Na presença de tucanos emplumados, no governo local faz 12 anos, pré-candidato do PT fez pesadas críticas à condução da economia do Estado, traçando um paralelo entre as realidades regional e brasileira; em palestra no evento Conexão Empresarial, em Araxá, o ex-ministro do Desenvolvimento e ex-prefeito de Belo Horizonte disse que o governo estadual não consolidou nenhum modelo de desenvolvimento na última década e que Minas possui uma economia do século 19, dependente do minério de ferro e do café

Na presença de tucanos emplumados, no governo local faz 12 anos, pré-candidato do PT fez pesadas críticas à condução da economia do Estado, traçando um paralelo entre as realidades regional e brasileira; em palestra no evento Conexão Empresarial, em Araxá, o ex-ministro do Desenvolvimento e ex-prefeito de Belo Horizonte disse que o governo estadual não consolidou nenhum modelo de desenvolvimento na última década e que Minas possui uma economia do século 19, dependente do minério de ferro e do café
Na presença de tucanos emplumados, no governo local faz 12 anos, pré-candidato do PT fez pesadas críticas à condução da economia do Estado, traçando um paralelo entre as realidades regional e brasileira; em palestra no evento Conexão Empresarial, em Araxá, o ex-ministro do Desenvolvimento e ex-prefeito de Belo Horizonte disse que o governo estadual não consolidou nenhum modelo de desenvolvimento na última década e que Minas possui uma economia do século 19, dependente do minério de ferro e do café (Foto: Realle Palazzo-Martini)

247 - Em palestra no evento Conexão Empresarial, realizado em Araxá nesta sexta-feira, 6, Fernando Pimentel afirmou que a economia mineira está patinando. A análise foi feita diante de uma mesa de políticos composta pelo ex-governador Antônio Anastasia (PSDB), pelo atual governador Alberto Pinto Coelho (PP) e pelo principal adversário de Pimentel nas próximas eleições, o também tucano Pimenta da Veiga.

O ex-ministro do Desenvolvimento e ex-prefeito de Belo Horizonte não se intimidou com a presença dos principais caciques tucanos e fez duras críticas, traçando um paralelo entre a realidade econômica de Minas e a do Brasil.

"O Brasil não está tão mal como a oposição quer fazer crer. E Minas não está tão bem como os atuais governantes querem fazer acreditar. Infelizmente, não podemos ter muito otimismo. A economia mineira está patinando e vemos claramente a ausência de um projeto de desenvolvimento econômico para o estado", criticou.

Segundo Pimentel, o governo de Minas não consolidou nenhum modelo de desenvolvimento nesses últimos 12 anos e ainda possui uma economia do século 19. "Somos dependentes de minério de ferro e café. Este é o nosso problema e temos que atacá-lo", afirmou o pré-candidato. O ex-ministro também apontou um "vazio" do governo estadual que, segundo ele, não conseguiu estabelecer um diálogo com os setores produtivos e a academia.

"Só de universidades federais temos 11 instituições e não haverá um bom projeto para Minas sem a utilização dessas plataformas de ensino superior. Essa é uma das razões para estarmos perdendo espaço econômico para Rio, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia. Há falta de diálogo", resumiu Pimentel.

Ao final do encontro, Pimentel reafirmou que pretende fazer uma campanha marcada pelo respeito mútuo e pela proposição de ideias inovadoras para o estado. "Quero pautar nosso comportamento pelo respeito a Minas e aos mineiros, e é dessa forma que pretendo conversar com as lideranças de todas as áreas do estado", concluiu o ex-ministro.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247