Eliane Aquino: "vou levar adiante o legado de Déda"

Em entrevista à radialista Magna Santana, a secretária de Estado da Inclusão Social, Eliane Aquino, disse que ainda é cedo para falar em candidatura política, uma vez que, neste momento, ela tem pensado no que é melhor para os seus dois filhos,após o falecimento do governador Marcelo Déda, mas frisou que está disposta a levar adiante o "legado da moral, da ética, de acreditar na política como transformação para servir a quem precisa" deixado por ele

Em entrevista à radialista Magna Santana, a secretária de Estado da Inclusão Social, Eliane Aquino, disse que ainda é cedo para falar em candidatura política, uma vez que, neste momento, ela tem pensado no que é melhor para os seus dois filhos,após o falecimento do governador Marcelo Déda, mas frisou que está disposta a levar adiante o "legado da moral, da ética, de acreditar na política como transformação para servir a quem precisa" deixado por ele
Em entrevista à radialista Magna Santana, a secretária de Estado da Inclusão Social, Eliane Aquino, disse que ainda é cedo para falar em candidatura política, uma vez que, neste momento, ela tem pensado no que é melhor para os seus dois filhos,após o falecimento do governador Marcelo Déda, mas frisou que está disposta a levar adiante o "legado da moral, da ética, de acreditar na política como transformação para servir a quem precisa" deixado por ele (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - A secretária de Inclusão Social do Estado, Eliane Aquino, viúva do governador Marcelo Déda, afirmou, nesta quarta-feira (18), que "ainda é muito cedo" para falar em possível candidatura para o pleito de 2014, embora tenha deixado claro que pretende levar adiante o legado do petista, que faleceu no último dia 2 de dezembro, vítima de câncer no estômago.

"Vou levar sem dúvidas. Tenho muito orgulho dele. Não só como mulher, mas como cidadã. E eu sei o quanto este Estado melhorou com as gestões de Marcelo Déda. Vou levar o legado da moral, da ética, de acreditar na politica como transformação, para servir a quem precisa. Este é o maior legado de Déda", afirmou durante entrevista à radialista Magna Santana. 

"Eu vou carregar o legado dele o tempo inteiro, não necessariamente numa carreira politica. Tenho colocado minha vida nas mãos de Deus, pedindo que Ele me ilumine sobre o caminho que devo seguir, seja qual for ele. Mas que seja para o bem dos meus filhos, para o bem de quem eu esteja trabalhando", ressaltou.

Ela explicou que, após conversar com o governador Jackson Barreto (PMDB), decidiu se manter como secretária de Inclusão Social. "Voltei para a secretaria, vou dar continuidade ao projeto, ajudando Jackson, mas o futuro a Deus pertence", frisou. Na entrevista, Eliane Aquino agradeceu o carinho dos sergipanos. "Só posso agradecer e falar que continuarei tentando retribuir isto. Sinto este carinho por onde ando. Coisa muito forte, bonita. E eu só agradeço", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247