Em BH, João Leite tem 53% dos votos válidos contra 46% de Kalil

O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte João Leite (PSDB) continua em primeiro lugar na corrida eleitoral deste segundo turno, com 43,8% das intenções de voto; o seu adversário, Alexandre Kalil (PHS), tem 37,4%; segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 14,6% dos entrevistados disseram que não votariam em candidato algum, e 4,2% não souberam responder; se forem considerados apenas os votos válidos, o tucano vence Kalil por 53,9% a 46,1%

O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte João Leite (PSDB) continua em primeiro lugar na corrida eleitoral deste segundo turno, com 43,8% das intenções de voto; o seu adversário, Alexandre Kalil (PHS), tem 37,4%; segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 14,6% dos entrevistados disseram que não votariam em candidato algum, e 4,2% não souberam responder; se forem considerados apenas os votos válidos, o tucano vence Kalil por 53,9% a 46,1%
O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte João Leite (PSDB) continua em primeiro lugar na corrida eleitoral deste segundo turno, com 43,8% das intenções de voto; o seu adversário, Alexandre Kalil (PHS), tem 37,4%; segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 14,6% dos entrevistados disseram que não votariam em candidato algum, e 4,2% não souberam responder; se forem considerados apenas os votos válidos, o tucano vence Kalil por 53,9% a 46,1% (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O candidato à Prefeitura de Belo Horizonte João Leite (PSDB) continua em primeiro lugar na corrida eleitoral deste segundo turno, com 43,8% das intenções de voto. O seu adversário, Alexandre Kalil (PHS), tem 37,4%. Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 14,6% dos entrevistados disseram que não votariam em candidato algum, e 4,2% não souberam responder. Se forem considerados apenas os votos válidos, o tucano vence Kalil por 53,9% a 46,1%.

De acordo com o levantamento, 47,1% dos eleitores afirmaram não votariam em Kalil, e 41,9% em João Leite. A pesquisa apontou que 16,0% disseram que poderiam votar nos dois candidatos, e não souberam responder somam 6,1%.

A saúde foi citada como o principal problema da capital mineira (39,6%). Na sequência aparecem violência (30,4%), transporte (5,9%), desemprego (4,9%), trânsito (3,8%), corrupção (2,5%), má administração pública (1,2%) e drogas (0,9%). Outras citações somam 3,9%, não souberam responder, 1,4%, e os que disseram não apontarem problema algum, 0,4%.

Foram entrevistados 850 eleitores, entre os dias 12 a 15 de outubro de 2016. A pesquisa atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/16 e é filiada à Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa - ABEP desde 2003. De acordo com a Resolução-TSE nº. 23.453/2015, essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº MG- 03581/2016. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247