Em jogo de 6 gols, São Paulo empata com o Bragantino

Com dois gols de Ccero e um de Jadson, tricolor consegue apenas um ponto e se distancia da liderana

Em jogo de 6 gols, São Paulo empata com o Bragantino
Em jogo de 6 gols, São Paulo empata com o Bragantino (Foto: RUBENS CHIRI/AGÊNCIA ESTADO)

Em jogo movimentado, de seis gols e outras boas oportunidades, o São Paulo mostrou poder de reação na noite desta quarta-feira, mas não conseguiu superar o Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela nona rodada do Paulistão. Após sair perdendo por 2 a 0, o time da capital buscou a virada no segundo tempo, mas não sustentou o placar e teve que se contentar com o empate por 3 a 3.

Improvisado como centroavante, o volante Cícero foi o destaque são-paulino, autor de dois gols. O técnico Emerson Leão avançou o defensor por conta dos sete desfalques da equipe. Casemiro, que inicialmente seria poupado, precisou entrar em campo na metade do primeiro tempo por conta da estreia frustrada de Fabrício. O volante sentiu dores na panturrilha e precisou deixar o gramado mais cedo.

O empate custou ao São Paulo uma posição na tabela. Com 18 pontos, caiu para o quinto lugar, ainda dentro da zona de classificação para as quartas de final. O Bragantino segue fora do G-8, na nona colocação, com 12 pontos.

Na próxima rodada, o São Paulo buscará a reabilitação no clássico com o Palmeiras, domingo, em Presidente Prudente, no interior do Estado. O Bragantino enfrentará no mesmo dia o Catanduvense, fora de casa.

O JOGO - Desfalcado e desarrumado em campo, o São Paulo teve um início ruim, de muita movimentação e poucas chances concretas de gol. Mais eficiente, o Bragantino abriu o placar logo em sua primeira oportunidade.

Aos 8 minutos, Giancarlo surgiu com rapidez na pequena área e surpreendeu a defesa após cobrança de escanteio na área: 1 a 0. O atacante chegou ao seu oitavo gol e assumiu a liderança isolada da artilharia do Paulistão. Confiante, o time da casa quase ampliou aos 12, em lance de contra-ataque. Fernando Gabriel bateu com perigo no canto direito, mas parou na defesa de Denis.

Em desvantagem no placar, o São Paulo, que até então só ameaçara em lances de bola parada, acelerou o ritmo e deixou a partida movimentada e mais franca. Mas, enquanto o time de Leão tentava pressionar, com jogadas precipitadas, os donos da casa apostavam nos contra-ataques.

E foi assim que o Bragantino ampliou o placar. Romarinho disparou pela direita e cruzou rasteiro na área. A bola passou por Léo Jaime, mas não por Fernando Gabriel, que encheu o pé e mandou para as redes, aos 24.

Dois minutos antes de levar o segundo gol, o São Paulo perdeu Fabrício. Um dos principais reforços da equipe para a temporada, o volante sentiu dores na panturrilha e precisou ser substituído. Casemiro, que vinha sendo poupado pelo treinador, entrou em seu lugar.

O jogo só começou a melhorar para os visitantes a partir dos 27 minutos. Jadson sofreu falta dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. O próprio Jadson, que desperdiçara uma penalidade no clássico com o Corinthians, finalizou firme no canto. Foi seu primeiro gol com a camisa do São Paulo.

Em ritmo cada vez mais acelerado, o time da capital não demorou para buscar o empate. Aos 35, Fernandinho fez jogada individual pela esquerda e cruzou na pequena área para o volante Cícero, em lance oportunista de centroavante, só empurrar para o gol: 2 a 2.

O empate só resistiu ao intervalo. Com o mesma movimentação do primeiro tempo, os dois times continuaram gerando bons lances na segunda etapa. Depois de seguidas tentativas, o São Paulo arrancou a virada aos 14, em mais um gol do improvisado Cícero. O volante arriscou de fora da área e contou com um vacilo do goleiro Rafael para marcar.

Mas a festa são-paulina foi neutralizada no minuto seguinte. Fernando Gabriel aproveitou vacilo da defesa, avançou pela esquerda e cruzou na cabeça de Romarinho, que anotou o terceiro do Bragantino e devolveu a igualdade ao placar.

Sem desanimar, o São Paulo se manteve no ataque e quase chegou ao quarto gol em mais um lance perigoso de Cícero. Ele recebeu na entrada da área e acertou o travessão, aos 25. Leão ainda trocou Jadson e Fernandinho por Maicon e Osvaldo, nos minutos finais, mas não conseguiu buscar a vitória.

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 3 X 3 SÃO PAULO

BRAGANTINO - Rafael; Júnior Lopes (Patrick), André Astorga e Luis Henrique; Victor Ferraz, Fernando Gabriel (Diego Paulista), Serginho, Cambará, Léo Jaime; Giancarlo e Romarinho (Wellington). Técnico: Marcelo Veiga.

SÃO PAULO - Denis; Piris, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Fabrício (Casemiro), Denilson, Lucas e Jadson (Maicon); Fernandinho (Osvaldo) e Cícero. Técnico: Emerson Leão.

GOLS - Giancarlo, aos 8, Fernando Gabriel, aos 24, Jadson, aos 27, e Cícero, aos 35 minutos do primeiro tempo. Cícero, aos 14, e Romarinho, aos 15 minutos do segundo tempo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247