Escândalo na Assembleia goiana: salário de R$ 44 mil

Reportagem de O Popular tem acesso a contracheque de diretor e revela que servidor recebeu R$ 44 mil em março; notícia vem à tona após divulgação da criação dos cargos com salário de R$ 24 mil por mês. Deputados alegam que não sabiam de nada e nem perceberam decreto. Com gratificações e retroativo de fevereiro, teve servidor que recebeu R$ 77 mil no mês passado

Escândalo na Assembleia goiana: salário de R$ 44 mil
Escândalo na Assembleia goiana: salário de R$ 44 mil
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ Após revelar a criação de cargos na Assembleia Legislativa com salários de R$ 24 mil por mês, que são maiores que o dos deputados, a reportagem de O Popular fez outra revelação bombástica nesta sexta-feira.

Em março o salário de um diretor bateu a casa dos R$ 44 mil, que dá um rendimento líquido de R$ 35 mil. A reportagem do jornal (assinada pelo jornalista Caio Henrique Salgado, Fabiana Pulcineli e Thaís Romão) teve acesso ao contracheque do referido diretor.

O escândalo dos supersalários já tomou conta da imprensa e dos corredores da Assembleia. Deputados da oposição fizeram reunião e já divulgaram documento reprovando a portaria do presidente da Casa, Helder Valin (PSDB), que criou os cargos de diretoria.

Esses deputados alegaram que não sabiam de nada e não tiveram como barrar a criação dos supersalários. A reportagem de O Popular revela que como o decreto foi retroativo teve servidor que recebeu R$ 77 mil em março.

O presidente da Assembleia está em viagem aos Estados Unidos e ainda não se pronunciou sobre o escândalo dos supersalários. E a Casa continua a negar a lista de cargos e salários dos servidores.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email