Esposa diz que secretário é "vítima de armação"

Acusado de assédio sexual e moral por servidoras, o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Almiro Sena, recebeu apoio incondicional de sua esposa, Cristiane Ramaccio. Ela disse em seu perfil no Facebook que as servidoras que acusam seu esposo de abuso "tramaram uma armação contra seu marido"; segundo Ramaccio, o suposto esquema também teria a participação do deputado estadual Sildevan Nóbrega (PRB)

Acusado de assédio sexual e moral por servidoras, o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Almiro Sena, recebeu apoio incondicional de sua esposa, Cristiane Ramaccio. Ela disse em seu perfil no Facebook que as servidoras que acusam seu esposo de abuso "tramaram uma armação contra seu marido"; segundo Ramaccio, o suposto esquema também teria a participação do deputado estadual Sildevan Nóbrega (PRB)
Acusado de assédio sexual e moral por servidoras, o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Almiro Sena, recebeu apoio incondicional de sua esposa, Cristiane Ramaccio. Ela disse em seu perfil no Facebook que as servidoras que acusam seu esposo de abuso "tramaram uma armação contra seu marido"; segundo Ramaccio, o suposto esquema também teria a participação do deputado estadual Sildevan Nóbrega (PRB) (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Acusado de assédio sexual e moral por servidoras, o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Almiro Sena, recebeu apoio incondicional de sua esposa, Cristiane Ramaccio. Ela disse em seu perfil no Facebook que as servidoras que acusam seu esposo de abuso "tramaram uma armação contra seu marido". Segundo Ramaccio, o suposto esquema também teria a participação do deputado estadual Sildevan Nóbrega (PRB).

Cristiane acusou a coordenadora de serviços gerais da pasta de prejudicar o secretário. "Mentirosa, leviana, te desejo toda a infelicidade do mundo. Você não vai conseguir destruir a minha família. Vou escrever para o Bispo Marinho, Osmilton e Edir Macedo avisando que você, o Deputado Sildevan [Nóbrega] e Simone armaram contra nós. A igreja vai ficar decepcionada em saber que pessoas como vocês fazem parte dela. Espero que sejam expulsos".

Almiro Sena foi denunciado à Corregedoria do Ministério Público da Bahia (MP-BA) por assédio sexual contra funcionárias da pasta. Ele contratou Gammil Foppel, um dos maiores advogados criminalistas para defendê-lo. Foppel é professor de direito penal da Universidade Federal da Bahia e foi escolhido pelo presidente do Senado, José Sarney, para integrar a Comissão de Juristas que elaborou o anteprojeto do novo Código Penal.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247