‘Esses golpistas precisam entender que não vai ter arrego’

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, disse que o julgamento era apenas uma etapa do processo, "deste golpe que estão dando na democracia"; mas, independentemente do resultado, a mobilização vai continuar; "O que esses golpistas precisam entender é que não vai ter arrego"

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, disse que o julgamento era apenas uma etapa do processo, "deste golpe que estão dando na democracia"; mas, independentemente do resultado, a mobilização vai continuar; "O que esses golpistas precisam entender é que não vai ter arrego"
O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, disse que o julgamento era apenas uma etapa do processo, "deste golpe que estão dando na democracia"; mas, independentemente do resultado, a mobilização vai continuar; "O que esses golpistas precisam entender é que não vai ter arrego" (Foto: Leonardo Lucena)

Por Vitor Nuzzi, da RBA - Durante o voto do ministro Luís Roberto Barroso, no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta tarde, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, disse que o julgamento era apenas uma etapa do processo, "deste golpe que estão dando na democracia". Mas, independentemente do resultado, a mobilização vai continuar. "O que esses golpistas precisam entender é que não vai ter arrego."

Ele subiu ao palco do auditório do sindicato ao lado do presidente da CUT, Vagner Freitas, e do líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) Gilmar Mauro. Os militantes que lotam o salão se comprometeram a permanecer no local até o final da sessão no STF.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247