Estudantes voltam às ruas contra reforma de Alckmin

Um protesto de estudantes da escola estadual Salvador Allende, em Itaquera, terminou com dois alunos detidos nesta manhã; Polícia Militar agiu após os estudantes fecharem a Radial Leste na altura de um terminal de ônibus; manifestantes relatam que os policiais usaram cassetetes e spray de pimenta para dispersar o grupo e liberar a via; "Uma menina desmaiou e teve de ser levada para um hospital", contou o estudante Danilo Amorim Rocha, que participou do ato

Um protesto de estudantes da escola estadual Salvador Allende, em Itaquera, terminou com dois alunos detidos nesta manhã; Polícia Militar agiu após os estudantes fecharem a Radial Leste na altura de um terminal de ônibus; manifestantes relatam que os policiais usaram cassetetes e spray de pimenta para dispersar o grupo e liberar a via; "Uma menina desmaiou e teve de ser levada para um hospital", contou o estudante Danilo Amorim Rocha, que participou do ato
Um protesto de estudantes da escola estadual Salvador Allende, em Itaquera, terminou com dois alunos detidos nesta manhã; Polícia Militar agiu após os estudantes fecharem a Radial Leste na altura de um terminal de ônibus; manifestantes relatam que os policiais usaram cassetetes e spray de pimenta para dispersar o grupo e liberar a via; "Uma menina desmaiou e teve de ser levada para um hospital", contou o estudante Danilo Amorim Rocha, que participou do ato (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os estudantes paulistas que protestam contra a reforma no sistema de ensino promovida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), cujo projeto prevê o fechamento de escolas e transferência de alunos por ciclos de estudo, voltaram a promover manifestações pelas ruas da capital.

No início da manhã desta quinta-feira (3), os estudantes bloquearam a Marginal Pinheiros e parte das vias de acesso da Ponte Transamérica. Um outro protesto foi realizado na Marginal Tietê e também na Estrada do M'Boi Mirim. Um princípio de tumulto foi registrado na Avenida São João e a Polícia militar usou bombas de efeito moral para dispersar a multidão.

Um protesto de estudantes da escola estadual Salvador Allende, em Itaquera, na zona leste de São Paulo, terminou com dois manifestantes detidos nesta manhã. De acordo com estudantes que participavam do ato, a Polícia Militar agiu após os estudantes fecharem a Radial Leste na altura de um terminal de ônibus.

Os manifestantes relatam que os policiais usaram cassetetes e spray de pimenta para dispersar o grupo de manifestantes e liberar a via. De acordo com o aluno do 2º ano do ensino médio no colégio Salvador Allende Danilo Amorim Rocha, 16, policiais militares retiraram as cadeiras à força e usaram spray de pimenta contra todos os estudantes. "Uma menina desmaiou e teve de ser levada para um hospital", conta o aluno que participou do ato.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247