"FAB poderia virar Farra Aérea Brasileira"

Líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy insiste em combate à "irregularidade" do uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB); depois de questionar o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que no carnaval viajou acompanhado de sua esposa, tucano agora reclama de aeronave oficial para transporte de alimentos para Rondônia; segundo Imbassahy, os alimentos transportados não são donativos para a população, mas mercadorias que serão vendidas por comerciantes locais; "Farra Aérea Brasileira é o novo significado que pode ser dado à FAB tamanha a lambança que o governo Dilma e o PT fazem no uso dos aviões"

Líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy insiste em combate à "irregularidade" do uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB); depois de questionar o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que no carnaval viajou acompanhado de sua esposa, tucano agora reclama de aeronave oficial para transporte de alimentos para Rondônia; segundo Imbassahy, os alimentos transportados não são donativos para a população, mas mercadorias que serão vendidas por comerciantes locais; "Farra Aérea Brasileira é o novo significado que pode ser dado à FAB tamanha a lambança que o governo Dilma e o PT fazem no uso dos aviões"
Líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy insiste em combate à "irregularidade" do uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB); depois de questionar o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que no carnaval viajou acompanhado de sua esposa, tucano agora reclama de aeronave oficial para transporte de alimentos para Rondônia; segundo Imbassahy, os alimentos transportados não são donativos para a população, mas mercadorias que serão vendidas por comerciantes locais; "Farra Aérea Brasileira é o novo significado que pode ser dado à FAB tamanha a lambança que o governo Dilma e o PT fazem no uso dos aviões" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Líder do PSDB na Câmara dos Deputados, o baiano Antônio Imbassahy insiste em combate à "irregularidade" no uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Depois de questionar o ministro da Saúde, Arthur Chioro, que no carnaval viajou acompanhado de sua esposa, Roseli Regis dos Reis, em ações de prevenção da Aids, tucano agora reclama de aeronave oficial para transporte de alimentos para Rondônia, que tem várias áreas isoladas pelas fortes chuvas que caem no Acre.

Segundo Imbassahy, os alimentos transportados não são donativos para a população, mas mercadorias que serão vendidas por comerciantes locais.

"Farra Aérea Brasileira é o novo significado que pode ser dado à FAB tamanha a lambança que o governo Dilma e o PT fazem no uso dos aviões. Mais recentemente, o ministro da Saúde levou sua esposa para o carnaval do Rio, Recife e Salvador e agora descobre-se que os aviões da Força Área estão sendo usados para transportar toneladas de alimentos para Rondônia, que está isolada pela chuva. Detalhe: não são donativos nem medicamentos aos desabrigados, mas frutas e legumes para serem vendidos no comércio local".

Imbassahy acusa o governador do Acre, Tião Viana, de fazer "fretes" com os aviões da FAB. "Ou seja, em vez de ajuda humanitária, a FAB agora faz frete de cargas particulares. Foram 17 voos, a pedido do governador do Acre, Tião Viana (PT), e com a anuência da Casa Civil da Presidência da República".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email