Fecomércio: cai índice de endividamento em BH

O índice de endividamento em Belo Horizonte caiu de 38%, em junho, para 32% em setembro, de acordo com pesquisa feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) em Minas Gerais; o estudo também avaliou o índice de inadimplência; as famílias com renda mensal de até dez salários mínimos são as que mais possuem dívidas, com 35%

Young couple calculating budget
Young couple calculating budget (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O índice de endividamento em Belo Horizonte caiu de 38%, em junho, para 32% em setembro, de acordo com pesquisa feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) em Minas Gerais. O estudo também avaliou o índice de inadimplência. As famílias com renda mensal de até dez salários mínimos são as que mais possuem dívidas, com 35%.

Segundo o economista da Fecomércio-MG Guilherme Almeida, o índice caiu por conta da crise. “Hoje as famílias se vêm comprometidas com a persistência inflacionária, que é o aumento generalizado no nível de preços, que acaba corroendo o poder de compra desses consumidores. Além da alta dos juros, que acaba encarecendo o crédito, a ascensão do desemprego, que acaba cessando a fonte de renda de algumas famílias”, disse ele ao G1.

O analista afirmou que esses aspectos influenciam o comportamento das famílias, que tendem a consumir menos. “Esse consumir menos acaba impactando nesse índice de endividamento e consequentemente no índice de inadimplência”, complementou.

Veja detalhes da pesquisa no site da Fecomércio-MG.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247