Fernando Holiday, vereador do MBL: Ku Klux Klan é de esquerda

O vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM), líder do MBL, usou sua conta no Twitter para inventar que o Ku Klux Klan (KKK) é uma organização de esquerda, a pretexto de reduzir os danos com o apoio de David Duke, ex-líder da organização racista a Jair Bolsonaro; Holiday defende igualmente que o fascismo e o nazismo seriam "de esquerda", numa deturpação histórica que é ridicularizada em todo o mundo e causa horror na Alemanha

Fernando Holiday, vereador do MBL: Ku Klux Klan é de esquerda
Fernando Holiday, vereador do MBL: Ku Klux Klan é de esquerda (Foto: GUSTAVO LIMA)

SP 247 - O vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM), líder do MBL, usou sua conta no Twitter para inventar que o Ku Klux Klan (KKK) é uma organização de esquerda, a pretexto de reduzir os danos com o apoio de David Duke, ex-líder da organização racista a Jair Bolsonaro. Holiday defende igualmente que o fascismo e o nazismo seriam "de esquerda", numa deturpação histórica que é ridicularizada em todo o mundo e causa horror na Alemanha. 

Ao fazer referência a Bolsonaro em um programa de rádio, Duke, da KKK, afirmou: "ele soa como nós", disse. "Ele é totalmente um descendente europeu. Ele se parece com qualquer homem branco nos EUA, em Portugal, Espanha ou Alemanha e França. E ele está falando sobre o desastre demográfico que existe no Brasil e a enorme criminalidade que existe ali, como por exemplo nos bairros negros do Rio de Janeiro", afirmou o líder racista, que prega a supremacia branca sobre negros e judeus.

A KKK surgiu nos Estados Unidos em 1865. Utilizando capuzes brancos, eles torturavam e enforcavam negros em árvores e tinham como um dos símbolos de suas atrocidades uma cruz em chamas e, a partir do século XX, tornou-se expressão do nazismo naquele país e, agora, do neonazismo e da tese da "supremacia branca".

Mas para Holiday, é tudo mentira e a verdade é que a KKK, o nazismo e o fascismo seriam "de esquerda".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247