Filho de Pedro Corrêa diz que irá processar Moro

O filho do ex-deputado federal Pedro Corrêa, o advogado Fábio Corrêa Nteo, disse que pretende processar o juiz federal Sérgio Moro, em função do mandado de condução coercitiva para que sua esposa, Márcia Danzi Corrêa, prestasse esclarecimentos à Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato; "Vou processar o juiz e processar a União. Vou tomar uma medida", disse Fábio Corrêa. "Isso é um abuso de poder desse juiz porque esse cara é um irresponsável", disse 

O filho do ex-deputado federal Pedro Corrêa, o advogado Fábio Corrêa Nteo, disse que pretende processar o juiz federal Sérgio Moro, em função do mandado de condução coercitiva para que sua esposa, Márcia Danzi Corrêa, prestasse esclarecimentos à Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato; "Vou processar o juiz e processar a União. Vou tomar uma medida", disse Fábio Corrêa. "Isso é um abuso de poder desse juiz porque esse cara é um irresponsável", disse 
O filho do ex-deputado federal Pedro Corrêa, o advogado Fábio Corrêa Nteo, disse que pretende processar o juiz federal Sérgio Moro, em função do mandado de condução coercitiva para que sua esposa, Márcia Danzi Corrêa, prestasse esclarecimentos à Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato; "Vou processar o juiz e processar a União. Vou tomar uma medida", disse Fábio Corrêa. "Isso é um abuso de poder desse juiz porque esse cara é um irresponsável", disse  (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News

Pernambuco 247 - O filho do ex-deputado federal Pedro Corrêa, o advogado Fábio Corrêa Nteo, disse que pretende processar o juiz federal Sérgio Moro, em função do mandado de condução coercitiva para que sua esposa, Márcia Danzi Corrêa, prestasse esclarecimentos à Polícia Federal no âmbito da Operação Lava jato, que investiga casos de corrupção na Petrobras. A PF suspeita que Márcia teria atuado como laranja para receber dinheiro desviado de contratos da estatal.

"Vou processar o juiz e processar a União. Vou tomar uma medida", disse Fábio Corrêa. "Isso é um abuso de poder desse juiz porque esse cara é um irresponsável", disse ao Jornal do Commercio. Segundo ele, Moro estaria invadindo a competência do Supremo Tribunal Federal (STF) uma vez que já existe uma investigação contra Pedro Côrrea por ter citado em depoimento de delação premiada na Lava Jato.

"Eu vou processar a União e quem vai pagar é o contribuinte. Não é ele que paga. Se fosse ele que pagasse, ele ia repensar essa atitude", disse Fábio referindo ao juiz federal. Ele também questionou o mandado de prisão preventiva expedido contra o pai, que que o ex-deputado cumpre pena em regime semi-aberto no no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), em Canhotinho, por ter sido condenado na Ação Penal 470, mais conhecida como escândalo do mensalão. "Ele não pode se evadir. Ele já está lá [em Canhotinho]. Se fosse para fugir, ele já teria fugido há muito tempo. É só para aparecer", destacou.

Fábio negou que a esposa tenha qualquer envolvimento em relação às denúncias investigadas pela PF. De acorod com ele, os policiais questionaram Márcia Danzi sobre dois depósitos que teriam sido feitos em sua conta bancária e que teriam sido originários de pagamento de propinas ao ex-deputado. "Não disse quando foi, não disse quando foi, qual foi a empresa que passou esse dinheiro. Não tem nada", afirmou.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email