Folha deixa PTN e deve se filiar a legenda da base de Amastha

O vereador José do Lago Folha Filho, que presidia o PTN Regional, e estava filiado ao partido há nove anos, deixou a legenda após a Direção Nacional entregar o comando da sigla no Estado ao deputado federal Carlos Gaguim; Filho terá como destino o PSD, o PSL ou o PRP; “Peguei o partido pequeno e deixei grande. Eu nunca tinha visto na política tocantinense tantas forças políticas interessadas num partido político, como vi agora no PTN”, avaliou Filho

O vereador José do Lago Folha Filho, que presidia o PTN Regional, e estava filiado ao partido há nove anos, deixou a legenda após a Direção Nacional entregar o comando da sigla no Estado ao deputado federal Carlos Gaguim; Filho terá como destino o PSD, o PSL ou o PRP; “Peguei o partido pequeno e deixei grande. Eu nunca tinha visto na política tocantinense tantas forças políticas interessadas num partido político, como vi agora no PTN”, avaliou Filho
O vereador José do Lago Folha Filho, que presidia o PTN Regional, e estava filiado ao partido há nove anos, deixou a legenda após a Direção Nacional entregar o comando da sigla no Estado ao deputado federal Carlos Gaguim; Filho terá como destino o PSD, o PSL ou o PRP; “Peguei o partido pequeno e deixei grande. Eu nunca tinha visto na política tocantinense tantas forças políticas interessadas num partido político, como vi agora no PTN”, avaliou Filho (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O vereador José do Lago Folha Filho, que presidia o PTN Regional, e estava filiado ao partido há nove anos, deixou a legenda na sexta­-feira (11) após a Direção Nacional entregar o comando da sigla no Estado ao deputado federal Carlos Gaguim. Filho terá como destino o PSD, o PSL ou o PRP.

“Peguei o partido pequeno e deixei grande. Eu nunca tinha visto na política tocantinense tantas forças políticas interessadas num partido político, como vi agora no PTN”, avaliou Filho, segundo relato do T1 Notícias. “Peguei o partido sem nenhuma comissão válida. Eram 61 vencidas. Fiz um trabalho de visitar todos os municípios, alguns várias vezes e construí um projeto que era eleger um deputado federal em 2018. Hoje deixo 71 comissões registradas no TER e mais 27, quase prontas”, acrescentou.

As filiações saltariam de 800 em março do ano passado para mais de 11 mil neste mês de abril, com o maior número em Palmas e Araguaína. Filho disse ter feito um grande investimento, pessoal e financeiro na construção do partido.

“Não considero que perdi, por que serei sucedido no comando do PTN por um deputado federal, ex-­governador”, avaliou. “Saio mais deixo o partido fortalecido. Hoje o PTN tem densidade eleitoral, tem vida”, complementou.

Filho comentou sobre o convite do deputado Carlos Gaguim para que o vereador permanecesse na legenda e o apoiasse a prefeito de Palmas. "Ah, do jeito que ele colocou, ficou ruim, não é? Ele muito grande e eu muito pequeno. Acho que quando você quer o apoio de alguém, tem que conquistar. Não é dizer se eu quiser, eu fico... Fico com o prefeito Carlos Amastha e vou me filiar a um dos partidos da base dele”, afirmou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247