Gleisi sofre ataque fascista e enquadra agressor

Presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi alvo de vítima de um ataque de cunho fascista nesta quinta-feira, 20, em voo da Avianca que pousou em São Paulo; ao se preparar para sair da aeronave, Gleisi foi interpelada por um passageiro, que aos gritos, disse que "o PT acabou com o nosso país"; sem responder ao grito do agressor, mas firme, a senadora respondeu que estava chegando em São Paulo para "cuidar dos 14 milhões de desempregados que o governo de vocês geraram. Pra tratar da reforma Trabalhista"; assista 

Presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi alvo de vítima de um ataque de cunho fascista nesta quinta-feira, 20, em voo da Avianca que pousou em São Paulo; ao se preparar para sair da aeronave, Gleisi foi interpelada por um passageiro, que aos gritos, disse que "o PT acabou com o nosso país"; sem responder ao grito do agressor, mas firme, a senadora respondeu que estava chegando em São Paulo para "cuidar dos 14 milhões de desempregados que o governo de vocês geraram. Pra tratar da reforma Trabalhista"; assista 
Presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi alvo de vítima de um ataque de cunho fascista nesta quinta-feira, 20, em voo da Avianca que pousou em São Paulo; ao se preparar para sair da aeronave, Gleisi foi interpelada por um passageiro, que aos gritos, disse que "o PT acabou com o nosso país"; sem responder ao grito do agressor, mas firme, a senadora respondeu que estava chegando em São Paulo para "cuidar dos 14 milhões de desempregados que o governo de vocês geraram. Pra tratar da reforma Trabalhista"; assista  (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi alvo de vítima de um ataque de cunho fascista nesta quinta-feira, 20, em voo da Avianca que pousou em São Paulo.

Segundo a coluna do jornalista Lauro Jardim, do Globo, ao se preparar para sair da aeronave, Gleisi foi interpelada por um passageiro, que aos gritos, disse que "o PT acabou com o nosso país". 

Sem responder ao grito do agressor, mas firme, a senadora respondeu que estava chegando em São Paulo para "cuidar dos 14 milhões de desempregados que o governo de vocês geraram. Pra tratar da reforma Trabalhista". "A resposta da senadora fez com que o passageiro gritasse ainda mais. Gleisi chegou a ser aconselhada a chamar a polícia, mas ela preferiu sair do avião sem registrar queixa", diz o colunista.

Assista acima ao vídeo do episódio. 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247