“Goiânia precisa de todos”, diz Vanderlan na Acieg

Pré-candidato declarou que o isolamento do prefeito de Goiânia é o motivo principal dos muitos e graves problemas vivenciados pela cidade em praticamente todas as áreas; o empresário participou de uma roda de conversa com diretores da Associação Comercial e Industrial de Goiás, onde ouviu um festival de críticas à falta de diálogo do petista com a sociedade; coordenador do encontro com os empresários, o presidente da Acieg, Euclides Siqueira, lembrou da “excelente gestão” do presidente do PSB Metropolitano à frente do município de Senador Canedo e disse que se Vanderlan conseguir desenvolver uma administração similar em Goiânia será “maravilhoso” para a população

Pré-candidato declarou que o isolamento do prefeito de Goiânia é o motivo principal dos muitos e graves problemas vivenciados pela cidade em praticamente todas as áreas; o empresário participou de uma roda de conversa com diretores da Associação Comercial e Industrial de Goiás, onde ouviu um festival de críticas à falta de diálogo do petista com a sociedade; coordenador do encontro com os empresários, o presidente da Acieg, Euclides Siqueira, lembrou da “excelente gestão” do presidente do PSB Metropolitano à frente do município de Senador Canedo e disse que se Vanderlan conseguir desenvolver uma administração similar em Goiânia será “maravilhoso” para a população
Pré-candidato declarou que o isolamento do prefeito de Goiânia é o motivo principal dos muitos e graves problemas vivenciados pela cidade em praticamente todas as áreas; o empresário participou de uma roda de conversa com diretores da Associação Comercial e Industrial de Goiás, onde ouviu um festival de críticas à falta de diálogo do petista com a sociedade; coordenador do encontro com os empresários, o presidente da Acieg, Euclides Siqueira, lembrou da “excelente gestão” do presidente do PSB Metropolitano à frente do município de Senador Canedo e disse que se Vanderlan conseguir desenvolver uma administração similar em Goiânia será “maravilhoso” para a população (Foto: Realle Palazzo-Martini)

247 - O pré-candidato Vanderlan Cardoso (PSB) declarou na noite de quinta-feira (23) que o isolamento do prefeito de Goiânia é o motivo principal dos muitos e graves problemas vivenciados pela cidade em praticamente todas as áreas. Vanderlan participou de uma roda de conversa com empresários na sede da Associação Comercial e Industrial de Goiás (Acieg), onde a resistência do atual prefeito em compartilhar ideias para a capital foi condenada à unanimidade. 

“Somente com a união de todos é que iremos fazer a necessária transformação em nossa cidade. Goiânia vai precisar de todos”, disse Vanderlan aos empresários. Vanderlan citou a parceria entre prefeitura e sociedade que possibilitou ao município de Medellin livrar-se da violência para tornar-se referência urbanística mundial. O pré-candidato, que visitou a cidade colombiana em maio, disse que lá a transformação foi fantástica, com melhorias inequívocas nas áreas da segurança pública, da mobilidade, de educação e da cultura.

“Eu vou precisar de vocês para fazer uma boa administração em Goiânia. Queremos criar cooperativas que nos ajudem com trabalho e com ideais, qualificando profissionalmente a cidade e os cidadãos com projetos que façam o nosso comércio se fortalecer”, disse o pré-candidato.

Vanderlan ouviu um festival de críticas do empresariado à atual gestão municipal, não apenas a respeito do isolamento do atual prefeito. Queixas que vão da falta de incentivo ao potencial da cidade em explorar o turismo médico e de eventos à limpeza pública ineficiente. Também relativas à burocracia que emperra a expedição de alvarás simplificados e a “demora vergonhosa” por decisões da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), onde os processos que precisam de autorização ambiental criam poeira nas prateleiras do órgão à espera de um despacho.

Sobre o estímulo às vocações da cidade, Vanderlan apresentou aos representantes da Acieg seu projeto de desenvolvimento. O pré-candidato disse que se lembra de quando um ex-prefeito disse que a cidade deveria ater-se à prestação de serviço e dificultou a permanência das indústria na cidade. Criticou todos os administradores que vieram em seguida por não enfrentarem o problema da estagnação econômica da capital. “A indústria moveleira de Goiânia foi praticamente expulsa e nós acolhemos em Senador Canedo. Comigo não! Eu vou incentivar a indústria e o comércio. Fomentar o crescimento de todos. Temos um potencial gigantesco para crescer ainda mais no setor de confecções, por exemplo”.

Vanderlan ouviu indignado a relatos de que os empresários do setor de tecnologia, sem apoio da prefeitura, estão indo embora de Goiânia. Segundo o pré-candidato, seu programa de governo contempla o estímulo ao setor com a criação de um pólo de tecnologia. “Estou ciente do potencial dos profissionais locais que hoje prestam serviços para grandes empresas e marcas do mundo”, disse.

Participação

Coordenador do encontro com os empresários, o presidente da Acieg, Euclides Siqueira, lembrou da “excelente gestão” do presidente do PSB Metropolitano à frente do município de Senador Canedo (2000-2006). Para o líder classista, se Vanderlan conseguir desenvolver uma administração similar em Goiânia será “maravilhoso” para a população. Euclides ainda elogiou o fato de que Vanderlan “não faz acordos políticos para se beneficiar nas campanhas”. Ele convidou o pré-candidato a abrir sua agenda para novos encontros com novos associados.

Segundo Euclides, que se mostrou muito satisfeito com a reunião, Goiânia, sem o apoio do setor público, corre um risco iminente de definhamento econômico e de ver surgirem bolsões de pobreza em áreas sem vocação produtiva. Urge, assim, avalia, a necessidade de um estudo detalhado sobre potenciais e perigos da cidade para que um ousado projeto de industrialização seja levado a cabo pelo prefeito, sentimento que encontra respaldo no projeto de Vanderlan de criar os pólos de desenvolvimento em Goiânia.

Em agradecimento ao convite, Vanderlan ressaltou a necessidade de participação de toda a sociedade em um verdadeiro projeto de recuperação financeira e administrativa do município; conclamou ainda à união pelo resgate da auto-estima do goianiense, para que ele se reapaixone pela sua cidade, exigindo do gestor mas também ajudando a manter a cidade organizada.

“Todas as decisões que afetam a vida do cidadão dependem da política. Estou na política há 12 anos e afirmo que hoje vejo a população muito mais interessada em saber a respeito da política e da qualificação daquele que pretende ser gestor público. Analiso positivamente e com muita satisfação esse movimento que hoje ocorre na capital, de interesse pelo processo político. Um cidadão interessado significa um gestor atento e fiscalizado. É isso o que somos, o que queremos e o que defendemos!”, disse Vanderlan.

Ao lado do presidente Euclides, participaram da sabatina na Acieg os diretores Julio César da Serra Campos; Rubens Fileti, presidente da Câmara Técnica de Inovação e Tecnologia; Leopoldo Veiga Jardim, presidente da Acieg Jovem e da Câmara Técnica de Comércio Exterior; Adair Ribeiro, presidente da Câmara Técnica de Acompanhamento Legislativo; Gabriel Teles, Márcia Carvalho e Felipe Inácio. Todos participaram com sugestões e perguntas ao pré-candidato.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247