Goiás receberá R$ 19,6 mi para cirurgias eletivas

Ação prevê reduzir o tempo de espera pelos procedimentos no Estado; R$ 5,4 milhões serão destinados à realização de cirurgias de catarata e R$ 7,3 milhões para tratamento de varizes, e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas; outros R$ 6,8 milhões atenderão as demandas apresentadas pelos gestores estaduais; eEm 2012, o estado realizou 48.083 cirurgias eletivas pelo SUS, com investimento de R$ 27,3 milhões

Goiás receberá R$ 19,6 mi para cirurgias eletivas
Goiás receberá R$ 19,6 mi para cirurgias eletivas
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ Goiás receberá R$ 19,6 milhões para realizar cirurgias eletivas. O Ministério da Saúde vem investindo na ampliação do acesso à realização desses procedimentos nos estados e municípios. A medida tem como objetivo reduzir o tempo de espera nestes procedimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). Até 2014, o Estado poderá receber recursos adicionais mediante análise da produção efetuada com o montante da primeira parcela. Os recursos serão aplicados nas especialidades de maior demanda e naquelas escolhidas pelos gestores locais, conforme a realidade de sua região.

Do total para a região, R$ 5,4 milhões serão destinados à realização de cirurgia de catarata e R$ 7,3 milhões para tratamento de varizes, e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. Outros R$ 6,8 milhões atenderão as demandas apresentadas pelos gestores estaduais.

Em 2012, o estado realizou 48.083 cirurgias eletivas pelo SUS, com investimento de R$ 27,3 milhões. As cirurgias de catarata e ortopedia são as mais procuradas pelos usuários do SUS. No ano passado, 13.627 cirurgias de catarata e 3.501 cirurgias ortopédicas foram realizadas no estado.

 “Com este novo investimento, além dos recursos habitualmente previstos para o custeio de cirurgias, queremos ampliar o acesso às cirurgias eletivas, que podem ser agendadas com antecedência. Estamos dando um importante passo para reduzir o tempo de espera do paciente”, explicou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Ao todo, o Ministério da Saúde destinará R$ 579,1 milhões aos estados e municípios. O recurso será dividido em duas parcelas. Do total de recursos a serem repassados de imediato (R$ 231 milhões), R$ 92,6 milhões são para realização de cirurgia de catarata e R$ 57,9 milhões para tratamento de varizes, cirurgias ortopédicas e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. Outros R$ 81 milhões atenderão as demandas apresentadas pelos gestores estaduais.

O objetivo do Ministério da Saúde é reduzir a espera para esse tipo de procedimento. Em 2012, foram realizadas pelo SUS 2,1 milhões de cirurgias eletivas. Em cinco anos, o país aumentou 43% o número de procedimentos deste tipo em relação a 2008, quando foram realizados 1,4 milhão de cirurgias. A Portaria 1.557 que estabelece as diretrizes e recursos por estado foi publicada nesta quarta-feira (1°) no Diário Oficial da União.

(Com informações do Assessoria de Imprensa do Ministério da Saúde)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247