Goleiro Bruno deixa prisão após seis anos e meio

Condenado a 22 anos de prisão pela morte da namorada, Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza foi solto nesta sexta-feira 24 após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF; para o magistrado, não há elementos jurídicos que justifiquem a manutenção da prisão; advogado disse que Bruno não esperava ser solto e que ficou emocionado

Condenado a 22 anos de prisão pela morte da namorada, Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza foi solto nesta sexta-feira 24 após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF; para o magistrado, não há elementos jurídicos que justifiquem a manutenção da prisão; advogado disse que Bruno não esperava ser solto e que ficou emocionado
Condenado a 22 anos de prisão pela morte da namorada, Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza foi solto nesta sexta-feira 24 após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF; para o magistrado, não há elementos jurídicos que justifiquem a manutenção da prisão; advogado disse que Bruno não esperava ser solto e que ficou emocionado (Foto: Gisele Federicce)

247 - O goleiro Bruno Fernandes de Souza deixou a prisão nesta sexta-feira 24 após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal. Condenado a 22 anos de prisão pela morte da namorada, Eliza Samudio, Bruno ficou seis anos e meio preso.

Em sua decisão, Marco Aurélio disse não haver elementos jurídicos que justifiquem a manutenção da prisão. O advogado de defesa de Bruno, Lúcio Adolfo, disse que ele não esperava ser solto e que ficou emocionado.

Bruno estava preso na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Santa Luzia, Minas Gerais, e deixou a prisão acompanhado da mulher, Ingrid Calheiros.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247