Governadores do NE têm encontro em Brasília

Na reunião dos governadores do Nordeste também vão participar deputados federais e senadores, a partir das 8h, na Câmara dos Deputados; encontro irá dar continuidade aos debates a respeito da Carta da Paraíba (documento assinado em dezembro do ano passado pelos governadores eleitos), e, claro, várias outras demandas da região

Na reunião dos governadores do Nordeste também vão participar deputados federais e senadores, a partir das 8h, na Câmara dos Deputados; encontro irá dar continuidade aos debates a respeito da Carta da Paraíba (documento assinado em dezembro do ano passado pelos governadores eleitos), e, claro, várias outras demandas da região
Na reunião dos governadores do Nordeste também vão participar deputados federais e senadores, a partir das 8h, na Câmara dos Deputados; encontro irá dar continuidade aos debates a respeito da Carta da Paraíba (documento assinado em dezembro do ano passado pelos governadores eleitos), e, claro, várias outras demandas da região (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

agenciaalagoas.al.gov.br/Cadu Epifânio - O governador Renan Filho volta a Brasília-DF, no fim de tarde desta terça-feira (14), para participar da reunião com os governadores do Nordeste e suas respectivas bancadas. A reunião acontece apenas nesta quarta-feira (15), a partir das 8h, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados. Agenda nos ministérios e órgãos serve para pleitear recursos para o Estado de Alagoas.

As demandas da região serão colocadas em pauta, como o desenvolvimento uniforme dos Estados da região, guerra fiscal e novo indexador da dívida pública, por exemplo. O ajuste fiscal será discutido entre parlamentares e governadores para que aconteça possivelmente um alinhamento com os interesses do governo.

A continuidade dos debates a respeito da Carta da Paraíba também estará em discussão. O documento foi assinado no Encontro dos Governadores do Nordeste, que ocorreu em dezembro de 2014, reunindo, naquele momento, os governadores eleitos.

A Carta da Paraíba reivindicou o apoio junto ao Congresso Nacional para a aprovação da PEC 57/1999, que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento do Semiárido, em tramitação na Câmara Federal. Sobretudo, os governadores defendem o fortalecimento e a maior eficiência das instituições nacionais de governança, fomento e apoio às políticas públicas, tais como, Banco do Nordeste, Sudene, Dnocs, Codevasf e Chesf.

Eles pleiteiam ainda a existência de instrumentos diferenciados de incentivos com objetivo de construir políticas públicas regionais que aproximem e desenvolvam os Estados nordestinos, criando um novo ciclo de industrialização. Em suma, os governadores reivindicam a criação de mecanismos de melhora da educação, segurança e saúde nos nove estados nordestinos.

Vale lembrar ainda que os governadores tiveram encontro com a presidente Dilma Rousseff, no final de março, na qual a ampliação do Minha Casa, Minha Vida foi solicitada por Renan Filho, como também a continuidade das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Nordeste. Estes e outros desdobramentos devem incrementar os debates de governadores, deputados e senadores em prol do desenvolvimento regional.

Agenda de quinta-feira

A lista de compromissos do governador de Alagoas no Planalto Central nesta quinta-feira (16) tem início em encontro com o diretor- presidente do DNIT, Adailton Cardoso Dias, às 10h. Logo em seguida, às 11h30, Renan Filho tem reunião de trabalho com o diretor-presidente da Codevasf, Elmo Vaz.

Com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, às 15h, o governador trata sobre os pleitos prioritários do início de sua gestão: hospitais em Alagoas – como a construção do Hospital Metropolitano, que Renan Filho deseja iniciar sua construção até o final deste ano.

A sequência de reuniões segue com o ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, às 16h30. Através de seu perfil na rede  de microblogs Twitter, Renan Filho salientou que vai reforçar o coro dos alagoanos em prol de uma energia de qualidade. "Vou cobrar investimentos na Eletrobras Distribuição Alagoas", reforçou o governador.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247