Governo fechará 800 CC's para cortar despesas

Com o objetivo de enxugar as despesas, o governo gaúcho anunciou que serão fechados fechados 800 cargos de confiança; os secretários de Segurança, Saúde e Educação foram os primeiros a falar sobre as mudanças; na pasta de Segurança, por exemplo, a redução de despesas virá de uma economia de R$ 22 milhões em diárias, de acordo com o secretário Wantuir Jacini (foto)  

Com o objetivo de enxugar as despesas, o governo gaúcho anunciou que serão fechados fechados 800 cargos de confiança; os secretários de Segurança, Saúde e Educação foram os primeiros a falar sobre as mudanças; na pasta de Segurança, por exemplo, a redução de despesas virá de uma economia de R$ 22 milhões em diárias, de acordo com o secretário Wantuir Jacini (foto)
 
Com o objetivo de enxugar as despesas, o governo gaúcho anunciou que serão fechados fechados 800 cargos de confiança; os secretários de Segurança, Saúde e Educação foram os primeiros a falar sobre as mudanças; na pasta de Segurança, por exemplo, a redução de despesas virá de uma economia de R$ 22 milhões em diárias, de acordo com o secretário Wantuir Jacini (foto)   (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 – Com o objetivo de enxugar as despesas, o governo gaúcho anunciou que serão fechados 800 cargos de confiança. Os secretários de Segurança, Saúde e Educação foram os primeiros a falar sobre as mudanças. De acordo com com Wantuir Jacini, responsável pela área da Segurança,  a redução de despesas virá de uma economia de R$ 22 milhões em diárias. 

Na secretaria de Saúde, está previsto um corte em despesas administrativas e em viagens. O secretário João Gabbardo não tenha detalhado o quanto economizará com a redução dos gastos. Segundo ele, serão mantidos os investimentos de 12% na área, exigidos por lei federal.

Na pasta de Educação, os gastos com a despesa corrente passarão de R$ 581,8 milhões para R$ 502,7 milhões, o que representa uma redução de 13,5%. O secretário Vieira da Cunha informou que serão revisados metas e prazos de implantação, mas nenhum programa será excluído.

Pagamento salarial

A Secretaria Estadual da Fazenda confirmou nesta terça-feira (24) que o salário dos servidores públicos do Rio Grande do Sul referente ao mês de março será pago integralmente. O parcelamento dos vencimentos era uma solução estudada pelo governo José Ivo Sartori com o objetivo de enfrentar a crise financeira nos cofres públicos estaduais.

A folha de pagamento do funcionalismo que deveria ter sido gerada na sexta-feira passada (20) foi atrasada para esta terça, para que o Tesouro pudesse contar com o depósito do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da indústria, que venceu na segunda-feira (23).

Na última semana, 14 categorias profissionais conseguiram na Justiça uma liminar para impedir o parcelamento de salários. Sem atraso, o salário dos servidores será pago na próxima sexta, segunda e terça-feira.

Veja o cronograma publicado pelo Zero Hora referente ao pagamento dos salários:

Dia 27/3 (sexta-feira): Magistério, funcionários da rede escolar, do Quadro Geral, inativos ferroviários e FEPPA (Fundo Estadual de Previdência Parlamentar)

Dia 30/3 (segunda-feira): Polícia Civil (exceto delegados), Brigada Militar (exceto capitães e oficiais), Susepe e Institutos (exceto técnico penitenciário e peritos), funcionários da Saúde de nível médio e cargos em comissão vinculados ao Quadro Geral

Dia 31/3 (terça-feira): demais servidores do Poder Executivo

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247