Governo inaugura Centro de Operações de Emergências em Saúde

O governo do Estado inaugurou o Centro de Operações de Emergências em Saúde, que funciona no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, e terá atenções voltadas inicialmente para estudo, prevenção e combate às doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, como a zica; "Esse centro vai ser responsável por centralizar as informações para todo o Estado e para o Ministério da Saúde, de forma que nós possamos ter números [oficiais] compatíveis com a realidade. Ao mesmo tempo [o centro] vai ser responsável por congregar especialistas de diferentes áreas da medicina para que nós possamos construir todo o processo de conhecimento dessa nova doença", diz o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas

Centro de Operações de Emergências em Saúde do Governo da Bahia O local tem como objetivo de atender às necessidades de produção e atualização de informações sobre o quadro epidemiológico baiano. Fotos: Pedro Moraes/GOVBA
Centro de Operações de Emergências em Saúde do Governo da Bahia O local tem como objetivo de atender às necessidades de produção e atualização de informações sobre o quadro epidemiológico baiano. Fotos: Pedro Moraes/GOVBA (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Secretários estaduais e representantes de diversos órgãos se reuniram na tarde desta quinta-feira (10) no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, para abertura do Centro de Operações de Emergências em Saúde, iniciativa coordenada pela Secretaria de Saúde (Sesab) em cooperação com outras secretarias e órgãos do Estado, Ministério da Saúde e especialistas da área médica.

Com o início das atividades, o Centro de Operações terá atenções voltadas inicialmente para o estudo, prevenção e combate às doenças causadas pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, a exemplo da Zica. O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, destacou o potencial da medida que deve favorecer toda a Bahia.

"Esse centro vai ser responsável por centralizar as informações para todo o Estado e para o Ministério da Saúde, de forma que nós possamos ter números [oficiais] compatíveis com a realidade. Ao mesmo tempo [o centro] vai ser responsável por congregar especialistas de diferentes áreas da medicina para que nós possamos construir, passo a passo, todo o processo de conhecimento dessa nova doença que está se instalando em nosso País", afirmou o secretário.

Segundo Vilas-Boas, a expectativa é que a mobilização seja reforçada em todas as regiões da Bahia, onde já foram adotadas medidas para acompanhar o avanço das doenças.

"A Sesab estruturou, em todas as regiões do estado, centros de referência para acompanharem gestantes [...] identificadas com os fetos portadores de microcefalia. Também identificamos, em cada uma dessas regiões e cidades, centros para acompanharem os bebês que tiverem diagnóstico de microcefalia associada à má formação cerebral após o nascimento".

A inauguração do Centro de Operações de Emergências em Saúde teve a presença dos secretários estaduais da Segurança Pública, Maurício Barbosa; da Educação, Osvaldo Barreto; da Casa Civil, Bruno Dauster; de Políticas para as Mulheres, Olívia Santana, além de representantes da União dos Municípios da Bahia (UPB), da Defesa Civil e do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email