Governo intensifica implantação de cisternas do Tocantins Sem Sede

Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Edmundo Galdino, todas as empreiteiras estão com suas frentes de serviços montadas e estão ampliando essas frentes de serviço para garantir a implantação das cisternas; "Estamos com nossas equipes de acompanhamento e fiscalização na região. Avançamos bastante nas construções e agora vamos fazer uma ofensiva para levar a água até a casa das pessoas, e até dezembro vamos atender 100% dos municípios da região", garantiu; governo tem até o fim do ano para instalar cerca de 10.800 cisternas na região Sudeste

Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Edmundo Galdino, todas as empreiteiras estão com suas frentes de serviços montadas e estão ampliando essas frentes de serviço para garantir a implantação das cisternas; "Estamos com nossas equipes de acompanhamento e fiscalização na região. Avançamos bastante nas construções e agora vamos fazer uma ofensiva para levar a água até a casa das pessoas, e até dezembro vamos atender 100% dos municípios da região", garantiu; governo tem até o fim do ano para instalar cerca de 10.800 cisternas na região Sudeste
Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Edmundo Galdino, todas as empreiteiras estão com suas frentes de serviços montadas e estão ampliando essas frentes de serviço para garantir a implantação das cisternas; "Estamos com nossas equipes de acompanhamento e fiscalização na região. Avançamos bastante nas construções e agora vamos fazer uma ofensiva para levar a água até a casa das pessoas, e até dezembro vamos atender 100% dos municípios da região", garantiu; governo tem até o fim do ano para instalar cerca de 10.800 cisternas na região Sudeste (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - Depois que o Ministério da Integração Nacional reclamou da baixa execução do programa Tocantins Sem Sede, que teve até o momento 4% das ações executadas, o governo do Estado vai intensificar a partir desse mês as ações para implantação das cisternas do programa, que atende aos 27 municípios da região Sudeste do Estado, que sofrem com os efeitos da estiagem. Ao todo, até o fim deste ano, devem ser instaladas 11.350 cisternas na região, atendendo 57 mil famílias que residem na área rural.

Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Edmundo Galdino, todas as empreiteiras estão com suas frentes de serviços montadas e estão ampliando essas frentes de serviço para garantir a implantação das cisternas. "Estamos com nossas equipes de acompanhamento e fiscalização na região, e a Secretaria de Infraestrutura agora também é nossa parceira na parte de obra e fiscalização, o que vai dar um incremento muito importante na execução do programa. "Nós avançamos bastante nas construções e agora vamos fazer uma ofensiva para levar a água até a casa das pessoas, e até dezembro vamos atender 100% dos municípios da região", ressaltou.

O Tocantins Sem Sede dispõe de R$ 90 milhões, oriundos do Ministério da Integração Nacional, que serão investidos na implantação de sistemas de abastecimento de água para suprir a escassez de água potável na região sudeste. Desenvolvido pelo governo do Estado, é executado pela ATS em consonância com o programa Água para Todos, do governo federal, que faz parte do plano Brasil Sem Miséria.

Também faz parte do Tocantins Sem Sede a implantação de 99 sistemas coletivos de abastecimento de água (poços artesianos) e 400 quilômetros de rede de distribuição de água, para atender agricultores familiares de vilas, povoados e assentamentos da reforma agrária das regiões centro, norte e extremo norte do Estado.

As obras do Tocantins Sem Sede tiveram inicio em novembro de 2013, no assentamento Lavoura Comunitária, em Paranã. Todos os 27 municípios da região sudeste já estão com as cisternas em sua sede e, com a ação, até o fim do ano todas as famílias receberão água em suas casas.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247