Governo lança Plano de Desenvolvimento para RM de Sobral

O início dos trabalhos relacionados à elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) da Região Metropolitana de Sobral (RMS) está marcado para eta quarta-feira (28). O Plano consiste em disponibilizar uma agenda de desenvolvimento da metrópole para os próximos 10 anos, contemplando desenvolvimento urbano, mobilidade e transporte, desenvolvimento econômico, gestão ambiental, turismo, dentre outras áreas

O início dos trabalhos relacionados à elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) da Região Metropolitana de Sobral (RMS) está marcado para eta quarta-feira (28). O Plano consiste em disponibilizar uma agenda de desenvolvimento da metrópole para os próximos 10 anos, contemplando desenvolvimento urbano, mobilidade e transporte, desenvolvimento econômico, gestão ambiental, turismo, dentre outras áreas
O início dos trabalhos relacionados à elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) da Região Metropolitana de Sobral (RMS) está marcado para eta quarta-feira (28). O Plano consiste em disponibilizar uma agenda de desenvolvimento da metrópole para os próximos 10 anos, contemplando desenvolvimento urbano, mobilidade e transporte, desenvolvimento econômico, gestão ambiental, turismo, dentre outras áreas (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O Governo do Ceará, por meio da Secretaria das Cidades lança nesta quarta-feira, (28), no Centro de Educação a Distância do Ceará (CED), em Sobral, o início dos trabalhos relacionados à elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI), da Região Metropolitana de Sobral (RMS). A iniciativa é desenvolvida pelo Programa de Desenvolvimento Urbano de Polos Regionais – Vale do Jaguaribe/Vale do Acaraú (Cidades do Ceará II), por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de R$ 2.350.591,84. A prestação dos serviços está sob responsabilidade do Consórcio Planmetro-Sobral e tem prazo de execução de oito meses.

Serão contemplados com o PDUI os 18 municípios pertencentes a Região Metropolitana de Sobral que, de acordo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), possui 500 mil habitantes. Os municípios são: Alcântaras, Cariré, Coreaú, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Massapê, Meruoca, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá, Sobral e Varjota.

O Plano consiste em disponibilizar uma agenda de desenvolvimento da metrópole para os próximos 10 anos, contemplando as funções públicas de interesse comum, notadamente: desenvolvimento urbano, mobilidade e transporte, desenvolvimento econômico, gestão ambiental, turismo, dentre outras.

Os principais objetivos do plano são: Considerar no processo de planejamento e execução das políticas públicas a integração social, econômica, ambiental e territorial dos municípios e da RMS; Construir um sistema democrático e participativo de planejamento e gestão; Garantir a justa distribuição dos benefícios e ônus decorrentes do processo de urbanização, transferindo para a comunidade local a valorização territorial decorrente das intervenções do poder público no território e definir as diretrizes para as funções públicas de interesse comum, incluindo projetos estratégicos e ações prioritárias para investimentos.

O evento desta quarta-feira, (28) é aberto ao público e contará com representantes de diversas instituições públicas, entidades de classe, universidades, além de representação popular.

PDUI

O Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) contemplará as Regiões Metropolitanas de Fortaleza, Sobral e Cariri, por meio da formação de grupos que irão elaborar o planejamento do desenvolvimento urbano dos municípios até 2021. A medida de criação do plano é exigência do Estatuto da Metrópole (Lei Federal nº 13.089/2015) e tem como objetivo instituir um modelo de governança metropolitano com o envolvimento do poder executivo estadual e municipal, participação da sociedade civil organizada e integração entre diversos setores na formulação e execução de funções públicas de interesse comum.

Para cumprir a lei, o Governo criou as Instâncias Executiva e Colegiada Deliberativa, por meio da publicação do decreto nº 32.490/2018, que serão responsáveis por iniciar o processo de elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) de cada uma das Regiões Metropolitanas do Estado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247