'Governo Temer tem que contar com todos os partidos, até o PT'

Deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) defendeu que um eventual governo comandado pelo vice Michel Temer conte com a participação de todos os partidos, incluindo do próprio PT. "Se o partido assumir a Presidência da República, tem que ficar claro que não se poderá fazer um governo do PMDB. Tem que ser um governo de coalização, com representantes dos demais partidos inclusive do PT. E se o PT não quiser participar, é outra coisa. Mas tem que ser um governo de entendimento. Será uma travessia longa e penosa. O País precisará da soma de forças para sair da situação que está hoje", disse; PMDB decide neseta terça-feira (29) se permanece ou não na base do governo Dilma

'Governo Temer tem que contar com todos os partidos, até o PT'
'Governo Temer tem que contar com todos os partidos, até o PT' (Foto: Pedro França)

Pernambuco 247 - O deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) defendeu que caso a presidente Dilma Rousseff venha a ser afastada do cargo, um eventual governo de coalização comandado pelo vice Michel Temer conte com a participação de todos os partidos, incluindo do próprio PT. Nesta terça-feira (28), o PMDB realizará sua convenção nacional para decidir se permanece ou não na base do governo Dilma.

"Se o partido assumir a Presidência da República, tem que ficar claro que não se poderá fazer um governo do PMDB. Tem que ser um governo de coalização, com representantes dos demais partidos inclusive do PT. E se o PT não quiser participar, é outra coisa. Mas tem que ser um governo de entendimento. Será uma travessia longa e penosa. O País precisará da soma de forças para sair da situação que está hoje", disse Jarbas ao Blog do Jamildo.

Para o deputado, a debandada do PMDB da base governista já pode ser encarada como uma certeza. "O PMDB deve formalizar o rompimento nesta terça-feira e na sequência entregar os cargos que ocupa nesse Governo. Esse deve ser o caminho", destacou Jarbas.

Na semana passada, Jarbas havia adiantado que terá um encontro com Michel temer nesta terça-feira, no Jaburu, para discutir a entrega dos cargos que o PMDB possui no governo Dilma. "Vamos trabalhar para entregar os cargos. Temer tem que procurar os bons (para um eventual governo). Ele pode ter uma travessia longa, maior do que teve Itamar Franco. Essa travessia pode durar dois anos. Vai dar Temer. O PMDB não pode ficar de calças curtas", pontuou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247