Governo Trump ameaça exportações alagoanas

O resultado da eleição de Donald Trump deverá ser prejudicial para a economia alagoana; caso o discurso do presidente eleito dos Estados Unidos de proteção aos produtores americanos seja mantido, o principal produto de exportação de Alagoas, o açúcar, poderá ser fortemente atingido; 85% das vendas são realizadas para o mercado americano

O resultado da eleição de Donald Trump deverá ser prejudicial para a economia alagoana; caso o discurso do presidente eleito dos Estados Unidos de proteção aos produtores americanos seja mantido, o principal produto de exportação de Alagoas, o açúcar, poderá ser fortemente atingido; 85% das vendas são realizadas para o mercado americano
O resultado da eleição de Donald Trump deverá ser prejudicial para a economia alagoana; caso o discurso do presidente eleito dos Estados Unidos de proteção aos produtores americanos seja mantido, o principal produto de exportação de Alagoas, o açúcar, poderá ser fortemente atingido; 85% das vendas são realizadas para o mercado americano (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O resultado da eleição para presidente dos Estados Unidos deixou o mundo atônito. Contrariando pesquisas e previsões, o republicano Donald Trump derrotou a democrata Hillary Clinton e teve sua vitória projetada às 5h32 de ontem, tornando-se o 45º presidente a comandar os EUA. Assumirá a Casa Branca no lugar do liberal Barack Obama. Com discursos considerados extremistas e conservadores, Trump é visto como uma ameaça ao mundo. O longínquo Estado de Alagoas não foge à regra. Exportador de açúcar para os norte-americanos, o Estado se vê às voltas com a ameaça de perder seu principal comprador. Trump anuncia que quer rever as exportações.

A Gazeta ouviu a professora adjunta do curso de Relações Internacionais da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Andrea Pacheco Pacífico, que falou sobre as projeções políticas e econômicas a partir do resultado das urnas, a situação dos migrantes e como devem ficar os acordos entre os Estados Unidos e Alagoas em relação, sobretudo, ao setor canavieiro, exportador de açúcar.

“Sim, Alagoas pode estar ameaçada com relação à exportação de cana-de-açúcar para os Estados Unidos. O isolacionismo comercial, a proteção aos produtores dos Estados Unidos também é bandeira do Partido Republicano, bandeira do Trump. Foi defendida várias vezes nos discursos dele. Por isso, um dos motivos do Trump de sair do Nafta [Tratado Norte-Americano de Livre Comércio]”.

A medida defendida por Donald Trump, afirma a professora Andrea, “é para proteger os Estados Unidos produtores. E o Brasil se sentir prejudicado não apenas na questão da cana-de-açúcar, especificamente Alagoas, mas o algodão, por exemplo, suco de laranja, aço. Vários casos que o Brasil já discutiu, juridicamente falando, em nível de sistema mundial de comércio com os Estados Unidos. É uma tendência que pode se concretizar e o comércio com os EUA ficar bem ameaçado”, alerta.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247