Grande BH tem 14 ônibus incendiados em 4 dias

Um ônibus foi incendiado no início da noite desta quarta-feira (15) em Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com a Polícia Militar; é o 14º atentado a coletivos registrado na Região Metropolitana da capital; um suspeito foi preso; a Polícia Civil informou que 19 dos 31 suspeitos de envolvimento a ataques foram liberados; dos 11 que permaneceram detidos, quatro são adultos e sete são adolescentes

Um ônibus foi incendiado no início da noite desta quarta-feira (15) em Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com a Polícia Militar; é o 14º atentado a coletivos registrado na Região Metropolitana da capital; um suspeito foi preso; a Polícia Civil informou que 19 dos 31 suspeitos de envolvimento a ataques foram liberados; dos 11 que permaneceram detidos, quatro são adultos e sete são adolescentes
Um ônibus foi incendiado no início da noite desta quarta-feira (15) em Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com a Polícia Militar; é o 14º atentado a coletivos registrado na Região Metropolitana da capital; um suspeito foi preso; a Polícia Civil informou que 19 dos 31 suspeitos de envolvimento a ataques foram liberados; dos 11 que permaneceram detidos, quatro são adultos e sete são adolescentes (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - Um ônibus foi incendiado no início da noite desta quarta-feira (15) em Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com a Polícia Militar. Este é o 14º atentado a coletivos registrado na Região Metropolitana da capital desde o domingo (12). Um suspeito foi preso. O Corpo de Bombeiros apagou o incêndio e não houve vítimas. A Polícia Civil informou que 19 dos 31 suspeitos de envolvimento a ataques foram liberados. Dos 11 que permaneceram detidos, quatro são adultos e sete são adolescentes.

Estão sendo apuradas as causas dos ataques, mas dois casos chamaram atenção dois casos. Um deles, por volta da 0h20 dessa quarta-feira (16), criminosos atacaram um ônibus na avenida Waldir Soeiro Emrich, no bairro Castanheira, na região do Barreiro, na capital, motorista do ônibus da linha 342 (Estação Barreiro / Solar via Estação Diamante).

Em bilhete apreendido pelos policiais, os criminosos apontaram a causa do crime. "É pela opressão no sistema de Bicas II. Queremos melhoria o mais rápido possível, senão vai rolar morte lá dentro e aqui fora. E foda-se o Estado. Assinado o crime".

Outro caso foi quando houve o primeiro ataques a ônibus, no último domingo (12), também na capital, na Via 240, no bairro Monte Azul, na Região Norte. Segundo a PM, o ataque de sete criminosos teria sido um protesto contra maus-tratos sofridos por um comparsa preso.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247