Grupo lança Frente Estudantes Pela Legalidade no RS

Um grupo de jovens lançou a Frente Estudantes Pela Legalidade, embasada na Campanha da Legalidade de 1961, com o intuito de organizar os estudantes da Universidade de Caxias do Sul (RS) e região contra o golpe político corrente no País que pretender tirar a presidente Dilma do Palácio do Planalto; o grupo já havia dito que "a classe estudantil, ciente da sua responsabilidade histórica como defensora do Estado Democrático de Direito, não irá se acovardar perante mais uma investida da cadela do fascismo em face da jovem democracia brasileira"

Um grupo de jovens lançou a Frente Estudantes Pela Legalidade, embasada na Campanha da Legalidade de 1961, com o intuito de organizar os estudantes da Universidade de Caxias do Sul (RS) e região contra o golpe político corrente no País que pretender tirar a presidente Dilma do Palácio do Planalto; o grupo já havia dito que "a classe estudantil, ciente da sua responsabilidade histórica como defensora do Estado Democrático de Direito, não irá se acovardar perante mais uma investida da cadela do fascismo em face da jovem democracia brasileira"
Um grupo de jovens lançou a Frente Estudantes Pela Legalidade, embasada na Campanha da Legalidade de 1961, com o intuito de organizar os estudantes da Universidade de Caxias do Sul (RS) e região contra o golpe político corrente no País que pretender tirar a presidente Dilma do Palácio do Planalto; o grupo já havia dito que "a classe estudantil, ciente da sua responsabilidade histórica como defensora do Estado Democrático de Direito, não irá se acovardar perante mais uma investida da cadela do fascismo em face da jovem democracia brasileira" (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - Um grupo de jovens lançou, nesta terça-feira (22), a Frente Estudantes Pela Legalidade, embasada na Campanha da Legalidade de 1961, com o intuito de organizar os estudantes da Universidade de Caxias do Sul e região contra o golpe político corrente no País que pretender tirar a presidente Dilma Rousseff (PT) do Palácio do Planalto.

"Não vacilaremos na defesa da Democracia ou nos omitiremos frente à ilegalidade corrente no País", diz um texto divulgado no Facebook. "Tal instrumento, em breve, estará disponível para assinatura digital de todos os estudantes que desejam somar forças nessa luta contra o Golpe Político corrente no País".

Na segunda-feira (21), jovens postaram na rede social uma nota dizendo que "a classe estudantil, ciente da sua responsabilidade histórica como defensora do Estado Democrático de Direito, não irá se acovardar perante mais uma investida da cadela do fascismo em face da jovem democracia brasileira".

"Aqueles que angustiam derrotas nas urnas, hão de aceitar que o caminho para o Planalto não se faz de atentados contra a ordem democrática e terrorismo judicial".

Segundo a nota, "nesses tempos, deve-se ser intransigente com a conservação das conquistas alcançadas, norteando-nos na construção de uma sociedade humanamente livre e socialmente justa". "Diante da conjuntura, os estudantes vem se posicionar do lado da Democracia e do respeito aos ditames Constitucionais, para que a história não se repita".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247