Heitor entra com representação contra compra de helicópteros

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) anunciou nesta sexta (17) que entrou com uma representação contra a compra de dois helicópteros pelo Governo do Estado, no valor de R$ 80 milhões. “Não podemos entender que o governo, alegando falta de recursos para áreas prioritárias e essenciais para o bem estar da sociedade, tenha dinheiro para a aquisição desses equipamentos”, criticou o parlamentar 

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) anunciou nesta sexta (17) que entrou com uma representação contra a compra de dois helicópteros pelo Governo do Estado, no valor de R$ 80 milhões. “Não podemos entender que o governo, alegando falta de recursos para áreas prioritárias e essenciais para o bem estar da sociedade, tenha dinheiro para a aquisição desses equipamentos”, criticou o parlamentar 
O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) anunciou nesta sexta (17) que entrou com uma representação contra a compra de dois helicópteros pelo Governo do Estado, no valor de R$ 80 milhões. “Não podemos entender que o governo, alegando falta de recursos para áreas prioritárias e essenciais para o bem estar da sociedade, tenha dinheiro para a aquisição desses equipamentos”, criticou o parlamentar  (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) informou, na Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (17), que deu entrada em representação no Ministério Público Federal, no Ministério Público de Contas e na Procap contra a compra de dois helicópteros pelo Governo do Estado, sem licitação, no valor de R$ 80 milhões. Heitor lamentou que, enquanto a Saúde sofre com o fechamento do setor de neurocirurgia dos hospitais regionais de Sobral e do Cariri e do centro cirúrgico do Hospital Waldemar de Alcântara por conta da redução do orçamento, o governo tem dinheiro para adquirir os equipamentos. 

“O que marca um governo é o que ele elege como prioridade. Não há dúvida de que é prioridade o atendimento à saúde da população. Se nós estamos contemplando a saúde e sobra recursos para adquirir helicópteros, não há problema. O que não podemos ver nem cruzar os braços é o Governo do Estado tirar 50 milhões da área da saúde e ter 80 milhões para a compra de dois helicópteros. Não podemos entender que o governo, alegando falta de recursos para áreas prioritárias e essenciais para o bem estar da sociedade, tenha dinheiro para a aquisição desses equipamentos”, criticou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247