Homem mata vice-prefeito de Choró e atira na própria cabeça

O vice-prefeito de Choró, Sidney Cavalcante (PT), foi assassinado nesta terça (24) após ser feito de refém por um homem armado no gabinete da Prefeitura do município, localizado a cerca de 180 Km da capital. O homem afirmou que o gestor tinha um caso com sua mulher e confessou que a matou e guardou seu corpo em um freezer no domingo (22). Após a negociação com a polícia, ele deu um tiro na própria cabeça

O vice-prefeito de Choró, Sidney Cavalcante (PT), foi assassinado nesta terça (24) após ser feito de refém por um homem armado no gabinete da Prefeitura do município, localizado a cerca de 180 Km da capital. O homem afirmou que o gestor tinha um caso com sua mulher e confessou que a matou e guardou seu corpo em um freezer no domingo (22). Após a negociação com a polícia, ele deu um tiro na própria cabeça
O vice-prefeito de Choró, Sidney Cavalcante (PT), foi assassinado nesta terça (24) após ser feito de refém por um homem armado no gabinete da Prefeitura do município, localizado a cerca de 180 Km da capital. O homem afirmou que o gestor tinha um caso com sua mulher e confessou que a matou e guardou seu corpo em um freezer no domingo (22). Após a negociação com a polícia, ele deu um tiro na própria cabeça (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - O vice-prefeito de Choró, Sidney Cavalcante (PT), foi morto após ser feito de refém no prédio da Prefeitura do município, a 180 Km de Fortaleza, na manhã desta terça-feira (24). O suspeito afirmou que Sidney tinha um caso com a sua mulher, confessou ter matado Elisângela Gomes Lemos, de 35 anos, no último domingo (22), e ter deixado seu corpo em um freezer na sua residência, em Fortaleza. A Polícia foi ao local e encontrou o corpo enrolado em um lençol, além de uma carta com conteúdo não identificado até agora. Após a negociação com a polícia, o homem deu um tiro na própria cabeça e foi levado a um hospital da região. Seu estado de saúde é grave. 

A morte do vice-prefeito foi confirmada pelo Coronel Andrade Mendonça, porta-voz da Polícia Militar do Ceará, por volta das 14 horas. Francisco Sidney Cavalcante tinha 42 anos e era natural de Choró. O petista já foi vereador do município e, em 2012, foi eleito vice-prefeito. O velório será nesta quarta-feira (25), no Centro Administrativo. O prefeito de Choró, José Antonio Rodrigo Mendes, decretou luto oficial de três dias.

Por volta de 11 horas de hoje, o homem armado invadiu o gabinete da Prefeitura e vários disparos foram ouvidos no interior do prédio. Uma fonte que estava no local no momento revelou que o vice-prefeito estava conversando com um homem. Os dois entraram no gabinete do prefeito e, em seguida, houve uma discussão. Por fim, cerca de oito tiros foram ouvidos.

(Com informações do Diário do Nordeste e Monólitos Post)

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247