Humberto Costa ganha ação contra revista Veja

Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) acatou recurso do senador e postulante à Prefeitura do Recife (PCR), Humberto Costa (PT), pedindo a retirada de uma reportagem do site da revista Veja, publicada no dia 11 de setembro;  A matéria intitulada “Rede de escândalos: o passado condena nove candidatos”, teria depreciado a imagem do senador em período eleitoral

Humberto Costa ganha ação contra revista Veja
Humberto Costa ganha ação contra revista Veja (Foto: Edição/247)

PE247 – O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) acatou recurso do senador e postulante à Prefeitura do Recife (PCR), Humberto Costa (PT), pedindo a retirada de uma reportagem do site da revista Veja, publicada no dia 11 de setembro deste ano. Segundo a Corte, a matéria intitulada “Rede de escândalos: o passado condena nove candidatos”, depreciou a imagem do senador em período eleitoral.

O núcleo jurídico da Editora Abril argumentou que o site publicou uma nota elaborada pela assessoria de imprensa do candidato como direito de resposta. De qualquer forma, a matéria trazia novamente à tona o caso da “Máfia dos Sanguessugas”, escândalo que ocorreu em 2006, no Governo Lula, quando Humberto Costa era ministro da Saúde. As acusações deram conta de que uma quadrilha estaria atuando em nível nacional com o objetivo de desviar recursos que seriam utilizados para a compra de ambulâncias, causando um prejuízo de R$ 110 milhões entre 2001 e o ano em que eclodiram as denúncias.

O petista foi inocentado. Mas, naquele mesmo ano, Humberto Costa concorreu ao Governo de Pernambuco e o escândalo serviu como peça para as tentativas de ligar o atual senador às denúncias de fraudes em licitações na aquisição de mais de mil ambulâncias. Na época, o congressista acabou derrotado nas eleições rumo ao Palácio do Campo das Princesas, não chegando ao segundo turno, disputado entre Eduardo Campos (PSB) e Mendonça Filho, que integrava os quadros do PFL (hoje, o DEM). O socialista venceu com 65,36% dos votos contra 34, 64% do democrata.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247