Humorista justifica "fraude" em vídeo: 'piada'

Leandro Lima, responsável pelo site humorístico A Conversa e militante do PSDB, diz em vídeo que seu site não tem como objetivo "defender uma bandeira partidária e sim fazer humor e entretenimento"; a edição do vídeo em que o ex-presidente Lula (PT) aparece pedindo votos para a presidenciável Marina Silva (PSB), segundo ele, foi apenas uma piada; no guia original, o petista pede votos para a ex-deputada federal Marina Sant'Anna (PT-GO), candidata ao Senado; assista

Humorista justifica "fraude" em vídeo: 'piada'
Humorista justifica "fraude" em vídeo: 'piada'

Mato Grosso 247 – O humorista do Mato Grosso Leandro Lima, responsável pelo site humorístico A Conversa e militante do PSDB, justificou a edição de um vídeo em que o ex-presidente Lula (PT) aparece pedindo votos para a presidenciável Marina Silva (PSB).

Na guia original, Lula pede votos para a deputada federal Marina Sant' Anna (PT-GO), candidata ao Senado por Goiás. "Fizemos questão de manter na legenda do vídeo a palavra 'Em Goiás' para quem acessasse o site (a Conversa) desinformado, tivesse um gancho para entender que a matéria era piada", disse o humorista.

No entanto, no vídeo falso (veja aqui) não existe menção do site A Conversa nem algo que permita ao telespectador identificar que o vídeo havia sido editado. O trecho "em Goiás" também foi cortado.

Segundo o humorista, o site não tem como objetivo "defender uma bandeira partidária e sim para fazer humor e entretenimento". "Já fui do Democratas, já fui do PSDB. Mas acredito que a sigla partidária não vai mudar o Brasil. O que muda são as pessoas. Pode ter pessoas boas tanto no PT, no DEM, no PSDB, em qualquer sigla. Por isso decidir que não queria fazer mais parte de nenhum partido", afirmou.

Lima disse estar à disposição para esclarecer todos os fatos a qualquer partido ou à imprensa. "Meu único erro foi não ter pegado minha ficha de desfiliação do PSDB. Não faço campanha para nenhum candidato", acrescentou.

Para reforçar seus argumentos, Lima reproduziu o que tem escrito em "quem somos" no seu site. "A Conversa é um site de humor com notícias fictícias, portanto nada postado aqui serve de fonte para outros veículos de comunicação sério do Brasil e do Mundo", relata. "Todo o conteúdo deste site é puramente fictício, todos os nomes aqui usados são de personagens inventados na nossa mente doentia", acrescenta.

Assista abaixo ao vídeo em que o humorista justifica a edição: 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247