Inovador, Credeq começa a receber pacientes

Recém inaugurado, o centro para reabilitação de dependentes químicos, em Aparecida de Goiânia, começou a receber esta semana os primeiros pacientes para tratamento; construído pelo governo de Goiás, o Credeq tem estrutura funcional e inédita no país e vai priorizar o tratamento humanizado dos pacientes, com visitas diárias dos familiares; governador Marconi Perillo afirmou que Crede será referência para o País

Recém inaugurado, o centro para reabilitação de dependentes químicos, em Aparecida de Goiânia, começou a receber esta semana os primeiros pacientes para tratamento; construído pelo governo de Goiás, o Credeq tem estrutura funcional e inédita no país e vai priorizar o tratamento humanizado dos pacientes, com visitas diárias dos familiares; governador Marconi Perillo afirmou que Crede será referência para o País
Recém inaugurado, o centro para reabilitação de dependentes químicos, em Aparecida de Goiânia, começou a receber esta semana os primeiros pacientes para tratamento; construído pelo governo de Goiás, o Credeq tem estrutura funcional e inédita no país e vai priorizar o tratamento humanizado dos pacientes, com visitas diárias dos familiares; governador Marconi Perillo afirmou que Crede será referência para o País (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Jamil Issy (Credeq de Aparecida de Goiânia) recebeu os esta semana os primeiros pacientes. Os dois pacientes homens, com idades de 29 e 51 anos, são residentes de Goiânia, das regiões Norte e Sudoeste da capital, foram avaliados pela equipe médica e agora estão sendo acompanhados pela equipe multiprofissional.

Sobre a regulação dos pacientes à unidade, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que o Credeq apresenta uma proposta inovadora no país, estruturada com o propósito de possibilitar o tratamento especializado das pessoas que sofrem os efeitos devastadores da dependência ao álcool e outras drogas, em especial o crack.

Justamente por ser um projeto inovador e único, o Credeq passa por contínua avaliação, na qual estão incluídos os critérios de regulação para inclusão e exclusão de pacientes. Em reunião realizada com equipes das áreas de regulação e saúde mental, a SES-GO definiu como critérios de inclusão o encaminhamento de crianças, adolescentes e adultos com diagnóstico atual de uso nocivo e dependência ao crack, álcool e outras drogas. Na primeira etapa, a prioridade será para pacientes homens adultos, vindo na sequência demais perfis.

São elencados como critérios de inclusão o encaminhamento por equipes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de todo o Estado preferencialmente (e Unidades Básicas de Saúde onde não existem Caps), o comprometimento biopsicossocial do paciente e a avaliação feita por uma equipe multiprofissional do Credeq. A SES-GO optou por retirar dos critérios de inclusão a exigência de que o paciente permaneça em tratamento nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) por pelo menos 6 meses.

São definidos como critérios para exclusão dos pacientes a existência de comorbidade com doenças clínicas que exijam cuidados intensivos ou atenção especializada, entre as quais, por exemplo, pneumonia e diabetes descompensada; comorbidades com transtornos psiquiátricos graves não-compensados (como, por exemplo, esquizofrenia em vigência de um surto psicótico), retardo mental grave ou transtornos neuropsiquiátricos de etiologia orgânica não compensada (como, por exemplo, demências).

A SES-GO reitera que tem atuado com a determinação de prestar atendimento qualificado aos dependentes químicos, em função da gravidade do problema. O Credeq de Aparecida de Goiânia é uma unidade pioneira no País em seu perfil de atendimento.

Estrutura

O Centro de Referência contará, ao todo, com cerca de 360 profissionais. Entre equipamentos médicos hospitalares, artigos terapêuticos e mobiliários foram investidos R$ 2,6 milhões. Localizada na Avenida Copacabana, no Setor Expansul, a unidade terá custeio mensal de R$ 602 mil.

O centro vai proporcionar a adesão ao tratamento de pacientes graves e de maior complexidade, com possibilidade de internação de até 90 dias e retorno para mais tempo conforme avaliação médica. O público-alvo será de crianças com até 12 anos incompletos, adolescentes e adultos. Todos serão admitidos na unidade, voluntariamente. As visitas familiares serão feitas diariamente.

A abertura será gradual, com ênfase na ala adulta, composta por seis vagas de desintoxicação e 24 de reabilitação. O atendimento do Credeq será aumentado progressivamente até atingir a capacidade de 96 vagas de internação.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247