Inspirado por Camões, Déda faz Dilma zarpar

Em Indiaroba, Sergipe, governador Marcelo Deda (PT) lança mão de personagem de Luís de Camões para, ao lado de Dilma, criticar adversários da presidente; "Os que são contra o corte na tarifa da luz são como o Velho do Restelo, que via as naus portuguesas partirem para as índias e dizia: 'Vai dar errado' "; candidatura à reeleição em 2014, sob os ventos dos Lusíadas, já singra os mares; travessia será completada?

Inspirado por Camões, Déda faz Dilma zarpar
Inspirado por Camões, Déda faz Dilma zarpar
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Zarpou. Mais uma vez. E agora sob a inspiração de ninguém menos que o sempre considerado maior poeta da língua portuguesa, Luís de Camões. Citando o personagem Velho do Restelo, "que via as naus portuguesas partirem para as Índias e dizia 'vai dar errado' ", o governador de Sergipe, Marcelo Deda (PT), deu nesta terça-feira 29 um empurrão poético à candidatura da presidente Dilma Rosseff à reeleição em 2014. Ao lado dela, no palanque montado para a inauguração da ponte Gilberto Amado, a de maior extensão sobre rio na região Nordeste, Deda cobriu a presidente de elogios – e comparou os críticos da redução da tarifa de energia ao personagem baixo astral dos Lusíadas.

Abaixo, notícia da Agência Sergipe sobre a inauguração da obra, publicada às 11h59:

Agência Sergipe - A presidenta Dilma Rousseff e o governador Marcelo Déda, inauguram, neste momento, a ponte Gilberto Amado. Considerada uma das mais importantes obras estruturantes realizadas nos últimos anos em Sergipe, a ponte Gilberto Amado liga os municípios sergipanos de Estância e Indiaroba - por meio dos povoados Porto do Cavalo e Terra Caída. Antes da solenidade, foi descerrada uma placa agradecendo a todos os operários que trabalharam na construção da ponte.

"Essa ponte não é apenas grande no que tem de extensão, como maior ponte fluvial do Nordeste brasileiro. Esse 'traço' que se ergue majestoso sobre o rio Piauí, é belo e útil para integrar não apenas o litoral Sul de Sergipe, mas interliga de forma estratégica com o estado da Bahia, através da Linha Verde, um eixo turístico fundamental. A ponte Gilberto Amado ligará, de forma confortável e num visual belo, os turistas. O tráfego pesado ficará com na BR 101. Além da beleza, quero que essa ponte tenha a carga principal do progresso para o povo de Sergipe", declarou Déda.

Dilma, em seu discurso, demonstrou toda a sua admiração pelo governador Marcelo Déda. "Ele fala com a alma de forma clara e mostrando sentimento e paixão. Quem fala dessa forma, são pessoas que são vistas na história da humanidade como especiais, e Déda é especial, pois consegue dizer e fazer".

A presidenta ressaltou ainda que a ponte Gilberto Amado é a maior ponte fluvial do Nordeste e ainda assegurou que é uma das maiores do Brasil. "Essa é uma visão de presente e de futuro".

Como chegou a Indiaroba de helicóptero, Dilma teve a oportunidade de conhecer a ponte do alto e observou cada detalhe. "A ponte tem uma paisagem fantástica, o vão central, o estaiamento, dá uma visão de uma coroa. Ela coroa essa paisagem!".

A ponte Gilberto Amado, segundo Dilma, é resultado do olhar visionário do governador Déda. "Ele está ligando esse país que tem um dos mais belos litorais do mundo. A ponte dá uma grande oportunidade para o turismo".

Fruto de um investimento superior a R$ 124 milhões, com recursos do Governo Federal, através do Ministério do Turismo e BNDES, e contrapartidas do Governo do Estado, a obra, que cruza o rio Piauí, é atualmente a maior ponte fluvial em todo o Nordeste brasileiro, com 1.712 metros de extensão. E faz parte do projeto do Governo do Estado de promover a integração de todo o litoral sergipano e, num futuro próximo, do litoral nordestino, por via costeira, de Recife a Salvador. A construção da ponte permite a ligação integral Aracaju – Salvador por via costeira, reduzindo a distância entre as capitais, criando um importante eixo rodoviário entre Sergipe e a Bahia e retirando da BR-101 um expressivo número de veículos.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247