Investigação contra Renan no STF deve ser arquivada

Inquérito foi aberto com base na delação de Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, que fazia entregas de dinheiro para o doleiro Alberto Youssef; em petição ao Supremo, a Polícia Federal afirma que as diligências "ainda não foram suficientes ao apontamento de suficientes indícios de autoria e materialidade do delito investigado"

Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), concede entrevista. Foto: Jane de Araújo/Agência Senado
Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), concede entrevista. Foto: Jane de Araújo/Agência Senado (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - Uma das investigações que tem o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) como alvo no âmbito da Lava Jato deve ser arquivada no Supremo Tribunal Federal, informa a Folha.

Trata-se do inquérito que foi aberto com base na delação de Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, que fazia entregas de dinheiro para o doleiro Alberto Youssef. A investigação apura declarações de Ceará de que ouviu Youssef dizer que iria pagar R$ 2 milhões para Renan impedir a CPI da Petrobras.

Em petição ao Supremo, a Polícia Federal afirmou, em setembro, após um ano e meio de investigações: "Em que pese nestes autos já se terem realizado as mais diversas diligências, estas ainda não foram suficientes ao apontamento de suficientes indícios de autoria e materialidade do delito investigado".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247