Iris pressiona rivais e mostra que manda no PMDB

Cacique peemedebista está na ativa e faz de tudo para manter o controle do partido e garantir sua candidatura a prefeito de Goiânia; processos de expulsão contra Júnior Friboi e Frederico Jayme foram abertos e ex-deputado pediu desfiliação; aliados de Iris sugerem que Friboi faça o mesmo para evitar o constrangimento de ser expurgado do PMDB; ao lado de Maguito e Daniel Vilela, Júnior Friboi tenta reviravolta, mas Iris Rezende marca território e prova que ainda dá as cartas no PMDB goiano, desafiando até mesmo Michel Temer

Cacique peemedebista está na ativa e faz de tudo para manter o controle do partido e garantir sua candidatura a prefeito de Goiânia; processos de expulsão contra Júnior Friboi e Frederico Jayme foram abertos e ex-deputado pediu desfiliação; aliados de Iris sugerem que Friboi faça o mesmo para evitar o constrangimento de ser expurgado do PMDB; ao lado de Maguito e Daniel Vilela, Júnior Friboi tenta reviravolta, mas Iris Rezende marca território e prova que ainda dá as cartas no PMDB goiano, desafiando até mesmo Michel Temer
Cacique peemedebista está na ativa e faz de tudo para manter o controle do partido e garantir sua candidatura a prefeito de Goiânia; processos de expulsão contra Júnior Friboi e Frederico Jayme foram abertos e ex-deputado pediu desfiliação; aliados de Iris sugerem que Friboi faça o mesmo para evitar o constrangimento de ser expurgado do PMDB; ao lado de Maguito e Daniel Vilela, Júnior Friboi tenta reviravolta, mas Iris Rezende marca território e prova que ainda dá as cartas no PMDB goiano, desafiando até mesmo Michel Temer (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - A tentativa de Júnior Friboi de tomar o comando do PMDB das mãos de Iris Rezende pode mais uma vez fracassar. O ex-governador prova neste começo de ano que nem mesmo a derrota para Marconi Perillo, em 2014, foi capaz de enfraquecê-lo dentro da legenda. Iris continua sendo o líder máximo do PMDB.

O cacique peemedebista fez valer seu poder e a Comissão de Ética do partido deu entrada nos processos de expulsão de Júnior Friboi e do chefe de gabinete de Marconi, o ex-deputado Frederico Jayme. A pressão surtiu efeito e Frederico pediu desfiliação. Ele garante que Friboi não será expulso e dá entender que o empresário vai resistir.

A turma que está do lado de Iris (Adib Elias, Agenor Mariano, Bruno Peixoto, José Nelto e Samuel Belchior) sugere que Friboi peça também peça desfiliação para evitar o constrangimento de ser expurgado. Os principais aliados de Friboi são o prefeito Maguito Vilela e seu filho, o deputado federal Daniel Vilela, que sonha em ser candidato ao governo em 2018.

Para o próximo pleito ao Palácio das Esmeraldas, muitos acreditam que Iris já fechou acordo com o senador Ronaldo Caiado (DEM) e para garantir o projeto o ex-governador executa a limpeza desde já, expulsando os aliados de Friboi do PMDB.

Iris Rezende evita se envolver diretamente nos processos de expulsão e nas articulações. Mas, permanece ativo em seu escritório político em Goiânia e também faz questão de divulgar suas idas recreativas à fazenda no estado do Mato Grosso. Por trás, dessa discrição está a vontade de voltar a ser prefeito da Capital.

O cacique peemedebista prefere ficar calado e colocar os súditos para falarem por ele. Adib, Agenor, Bruno, Nelto e Belchior não cansam de dizer nos bastidores ou publicamente que o candidato a prefeito é Iris Rezende.

 

 

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247