Iris sinaliza afastamento total do PMDB na eleição

Saída de Iris Rezende da vida pública afeta diretamente o desempenho do PMDB nas eleição para prefeito de Goiânia; em entrevista ao jornalista Jackson Abrão, publicada no site de O Popular, Iris diz que não vai participar do processo eleitoral. "Não. Vou votar e vou torcer pelo nosso candidato", resumiu o ex-governador; anúncio resulta em complicador tremendo para o PMDB. Ao longo dos últimos 50 anos, Iris esteve envolvido em todas eleições do partido e sempre liderou a mobilização em torno do candidato peemedebista nos principais pleitos

Saída de Iris Rezende da vida pública afeta diretamente o desempenho do PMDB nas eleição para prefeito de Goiânia; em entrevista ao jornalista Jackson Abrão, publicada no site de O Popular, Iris diz que não vai participar do processo eleitoral. "Não. Vou votar e vou torcer pelo nosso candidato", resumiu o ex-governador; anúncio resulta em complicador tremendo para o PMDB. Ao longo dos últimos 50 anos, Iris esteve envolvido em todas eleições do partido e sempre liderou a mobilização em torno do candidato peemedebista nos principais pleitos
Saída de Iris Rezende da vida pública afeta diretamente o desempenho do PMDB nas eleição para prefeito de Goiânia; em entrevista ao jornalista Jackson Abrão, publicada no site de O Popular, Iris diz que não vai participar do processo eleitoral. "Não. Vou votar e vou torcer pelo nosso candidato", resumiu o ex-governador; anúncio resulta em complicador tremendo para o PMDB. Ao longo dos últimos 50 anos, Iris esteve envolvido em todas eleições do partido e sempre liderou a mobilização em torno do candidato peemedebista nos principais pleitos (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - A saída de Iris Rezende da vida pública vai afetar diretamente o desempenho do PMDB nas eleição para prefeito de Goiânia. Em entrevista ao jornalista Jackson Abrão, publicada no site de O Popular, Iris diz que não vai participar do processo eleitoral. "Não. Vou votar e vou torcer pelo nosso candidato", resumiu o ex-governador.

O anúncio resulta em complicador tremendo para o PMDB. Ao longo dos últimos 50 anos, Iris esteve envolvido em todas eleições do partido e sempre liderou a mobilização em torno do candidato peemedebista nos principais pleitos. A responsabilidade total agora fica sobre os ombros do deputado federal Daniel Vilela, que assumiu o comando do partido há quatro meses.

Na entrevista, Iris afirma que a decisão de não ser mais candidato foi tomada após o resultado da eleição de 2014, quando perdeu mais uma vez para o governador Marconi Perillo. "Foram milhares de motivos", disse, completando que um dia possa explicar melhor.

Nos bastidores, a vitória de Daniel na disputa pelo diretório é apontada como causa principal para a aposentadoria de Iris. Numa articulação agressiva, Daniel Vilela mobilizou aliados e conseguiu vencer Iris Rezende. O ex-prefeito se sentiu traído por alguns companheiros que sempre estiveram ao seu lado, como os deputados José Nelto e Adib Elias e o prefeito Maguito Vilela, que é pai de Daniel. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247