Janaina Paschoal defende que Temer escolha sucessor de Teori

Janaína Paschoal, uma das autoras do processo de impeachment da presidenta Dilma, afirma em seu Twitter que o caminho certo seria o STF aguardar a nomeação do substituto de Teori Zavascki, mesmo que isso atrase os trabalho; neste caso, Michel Temer, delatado pela Odebrecht por pedir R$ 10 milhões no Palácio do Jaburu para a empreiteira, escolheria o novo relator da Lava Jato no Supremo

Brasília - Janaína Paschoal, um dos autores do pedido de afastamento da presidenta Dilma Rousseff, na Comissão Especial do Impeachment no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - Janaína Paschoal, um dos autores do pedido de afastamento da presidenta Dilma Rousseff, na Comissão Especial do Impeachment no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)

Da Redação da revista Fórum

Janaína Paschoal, uma das autoras do processo de impeachment da presidenta Dilma, afirma em seu Twitter que o caminho certo seria o STF aguardar a nomeação do substituto de Teori Zavascki, mesmo que isso atrase os trabalhos.

Se acontecer o que a jurista espera, o substituto será nomeado por Michel Temer, citado 43 vezes em delações da Odebrecht, principal ação conduzida por Teori, que deve ser assumida por seu substituto.


Janaina Paschoal

Janaína Paschoal, uma das autoras do processo de impeachment da presidenta Dilma, afirma em seu Twitter que o caminho certo seria o STF aguardar a nomeação do substituto de Teori Zavascki, mesmo que isso atrase os trabalhos.

Se acontecer o que a jurista espera, o substituto será nomeado por Michel Temer, citado 43 vezes em delações da Odebrecht, principal ação conduzida por Teori, que deve ser assumida por seu substituto.

A ministra Carmén Lúcia, no entanto, autorizou na noite desta segunda-feira (23) que os juízes auxiliares do gabinete de Teori Zavascki prossigam com os trabalhos das delações premiadas de executivos e ex-funcionários do grupo Odebrecht.

Janaína Paschoal confessou, em abril do ano passado, a senadores da comissão especial que foi contratada pelo PSDB, junto com o jurista Miguel Reale Júnior, para elaborar um parecer do impeachment. Janaína recebeu pelo trabalho R$ 45 mil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247