Justiça condena publicitário bolsonarista por chamar médico de “comunista, salafrário, verme, charlatão e assassino”

O publicitário Genival José da Silva foi condenado pela Justiça de São Paulo a pagar indenização de R$ 30 mil ao médico Benedito Carlos Maciel, que havia defendido o uso de máscaras e o distanciamento social

Publicitário Genival José da Silva e Jair Bolsonaro
Publicitário Genival José da Silva e Jair Bolsonaro (Foto: Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O publicitário Genival José da Silva foi condenado pela Justiça de São Paulo a pagar indenização de R$ 30 mil ao médico Benedito Carlos Maciel por tê-lo chamado de "comunista, salafrário, verme, charlatão e assassino". O profissional da saúde é superintendente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. A informação foi publicada pela coluna de Rogério Gentile

No ano passado o médico defendeu o uso de máscaras e o distanciamento social. Após a entrevista de Benedito, o publicitário o xingou nas redes sociais. Também disse que a classe médica estava podre e era responsável por uma carnificina "mórbida, macabra e desumana", "matando em nome de ambições políticas". 

Nas redes sociais, o publicitário se identifica como Gê Silva II. É bolsonarista convicto e aparece na sua conta do Facebook em foto ao lado de Jair Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email