Lanchonete em SP coloca placa contra moradores de rua e se dá mal

Um grupo de ativistas está organizando distribuição de comida em frente a uma padaria de São Paulo que decidiu não vender mais lanche a quem quiser comprá-lo para dar a um morador de rua; funcionários da área de limpeza urbana da gestão do prefeito João Doria (PSDB) têm jogado jatos de água em moradores de rua para acordá-los; a padaria colocou um cartaz para informar que “não faz nenhum tipo de refeição para ser entregue a morador de rua”; na próxima semana haverá um protesto em frente à padaria Flor do Paraíso

Um grupo de ativistas está organizando distribuição de comida em frente a uma padaria de São Paulo que decidiu não vender mais lanche a quem quiser comprá-lo para dar a um morador de rua; funcionários da área de limpeza urbana da gestão do prefeito João Doria (PSDB) têm jogado jatos de água em moradores de rua para acordá-los; a padaria colocou um cartaz para informar que “não faz nenhum tipo de refeição para ser entregue a morador de rua”; na próxima semana haverá um protesto em frente à padaria Flor do Paraíso
Um grupo de ativistas está organizando distribuição de comida em frente a uma padaria de São Paulo que decidiu não vender mais lanche a quem quiser comprá-lo para dar a um morador de rua; funcionários da área de limpeza urbana da gestão do prefeito João Doria (PSDB) têm jogado jatos de água em moradores de rua para acordá-los; a padaria colocou um cartaz para informar que “não faz nenhum tipo de refeição para ser entregue a morador de rua”; na próxima semana haverá um protesto em frente à padaria Flor do Paraíso (Foto: Felipe L. Goncalves)

Diario do Centro do Mundo - Um grupo de ativistas está organizando distribuição de comida em frente a uma padaria de São Paulo que decidiu não vender mais lanche a quem quiser comprá-lo para dar a um morador de rua.

É sério: a padaria colocou um cartaz para informar que “não faz nenhum tipo de refeição para ser entregue a morador de rua”.

Você decide comprar para dar a um morador de rua, mas a padaria não vende. A jornalista Suellen Ouverney viu a placa e decidiu organizar o evento. Será no dia 29, sábado que vem, em frente à padaria Flor do Paraíso, na rua Domingos de Moraes, 26. Quase 250 pessoas já confirmaram presença.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247