Licitação dispensada

Sob o argumento de que no haveria tempo suficiente para a realizao de uma concorrncia pblica suspensa pelo prefeito Joo da Costa - para a aquisio do show pirotcnico do Carnaval 2012, a Fundao de Cultura Cidade do Recife (FCCR) comprou o produto por meio de dispensa de licitao

Licitação dispensada
Licitação dispensada (Foto: Shutterstock)

PE247 – Com a justificativa de que não teria tempo hábil para a organização de uma nova licitação para a compra dos fogos de artifícios do Carnaval 2012 – o processo havia sido suspenso pelo próprio prefeito João da Costa (PT) -, a Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR) utilizou o instrumento da dispensa de licitação para fechar essa lacuna. Foram pagos R$ 61 mil à empresa Hong Kong, de Minas Gerais. Valor aproximado ao desembolsado no ano anterior.

A Hong Kong foi escolhida para a dispensa por ter apresentado o menor preço para o serviço, mediante pesquisa em Diários Oficiais de outros Estados da Federação.

A suspensão da licitação do show pirotécnico do Carnaval, pelo prefeito João da Costa, foi solicitada após denúncia realizada pela líder da bancada de oposição na Câmara do Recife, Priscila Krause (DEM), de indícios de superfaturamento no processo e por reportagem publicada no Jornal do Commercio que revelou que a empresa vencedora da concorrência invalidada, a Pernambuco Fogos de Artifício, “dividia” a sua sede física com outra participante do processo licitatório.

Em sua denúncia, a vereadora Priscila Krause frisou que a aquisição dos fogos para o Carnaval 2012 havia superado o valor pago no ano anterior em mais de R$ 1 milhão.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247