Líder do MST na Bahia é executado com 15 tiros

Fábio dos Santos Silva foi executado por pistoleiros na frente de sua esposa e de uma criança em Iguaí, cidade a 500 quilômetros de Salvador; membros do MST relataram à política que o líder do movimento vinha sofrendo ameaças de morte nos últimos dias por causa por causa de conflitos de terras que se arrastam na região desde 2010

Líder do MST na Bahia é executado com 15 tiros
Líder do MST na Bahia é executado com 15 tiros
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O dirigente do Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST) na Bahia, Fábio dos Santos Silva, foi encontrado morto com 15 perfurações provocadas por arma de fogo em Iguaí, cidade a 500 quilômetros de Salvador.

Segundo informações de outros membros do MST, o líder foi executado por pistoleiros na frente de sua esposa e de uma criança. Os sem terra dizem ainda que Fábio vinha sofrendo ameaças de morte nos últimos dias por causa por causa de conflitos de terras que se arrastam na região desde 2010.

Ao saber da tragédia, no plenário da Câmara Federal, o deputado Valmir Assunção (PT-BA), um dos fundadores do MST na Bahia, disse que o crime não pode ficar impune e cobra ação "enérgica" da polícia para elucidar o caso.

"Pergunto-me: quantas vezes os nossos camponeses e trabalhadores serão assassinados? É esse tipo de ação, com o uso da pistolagem, covarde e cruel, que estamos convivendo no campo brasileiro. Esse assassinato, com claros sinais de execução, não pode ficar impune".

Segundo relato da própria companheira de Fábio, uma moto interceptou o carro em que estavam e executaram o dirigente do MST. Ele foi candidato a vereador de Iguaí pelo PT últimas eleições.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email