Liderado por ACM, DEM se desgarra do PSDB

Em reunião na casa do deputado e agora secretário de Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, lideranças da sigla descartam fusão e buscam aproximação com o PMDB, PDT e PSB, aliados do Planalto; para o novo prefeito, restrição da aliança com tucanos fez o partido perder espaço ao longo do tempo

Liderado por ACM, DEM se desgarra do PSDB
Liderado por ACM, DEM se desgarra do PSDB (Foto: UOL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Com a vitória de ACM Neto na Prefeitura de Salvador, líderes do DEM estudam novos planos para o partido. Para o novo prefeito, restrição da aliança com os tucanos fez a sigla perder espaço ao longo do tempo.

Numa reunião realizada no último sábado no apartamento do deputado e agora secretário de Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, o partido descartou qualquer fusão e agora privilegia a independência.

A intenção é se desgarrar do PSDB e ampliar o leque de alianças para sobreviver. Os partidos sondados são o PMDB, PDT e PSB, que são aliados do Planalto e podem ajudar na participação no Congresso em 2014.

Nos últimos dois anos o DEM perdeu José Roberto Arruda, que caiu do governo do Distrito Federal acusado de corrupção, e o então prefeito de SP Gilberto Kassab, que abandonou a sigla para criar o próprio partido.

Em 2014, o partido pretende relançar líderes históricos para a Câmara e assim puxar mais deputados e ampliar a bancada. O ex-vice-presidente Marco Maciel (PE) e o ex-senador Heráclito Fortes (PI), por exemplo, concorreriam a deputado federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email